25.2.2016

“Querido papa Francisco”: Pontífice responde a cartas de crianças, e uma delas é portuguesa | VÍDEO + IMAGENS |

“Querido papa Francisco”: Pontífice responde a cartas de crianças, e uma delas é portuguesa

«O que fazia Deus antes de fazer o mundo? O que é feito dos nossos entes queridos após a morte? Temos realmente todos, mesmo os maus, um anjo da guarda? Qual foi a coisa mais difícil que o papa teve de fazer na sua missão e que coisa faria se pudesse realizar um milagre? A estas e outras perguntas (…) o papa Francisco responde com palavras simples e extraordinariamente íntimas, como um pai extremoso, acolhendo e confiando aos mais pequenos a sua reflexão sobre a vida e sobre a fé», adianta o texto de apresentação.

 

Música: Concerto na Capela Imaculada | VÍDEOS |

Música: Concerto na Capela Imaculada

Foi proporcionado a quem assistiu um espectáculo de altíssima qualidade artística. Pessoalmente, fiquei espantado com o nível que tão jovens cantores conseguiram atingir: uma limpidez vocal admirável, um equilíbrio perfeito dos naipes, uma expressividade interpretativa de grande maturidade, uma afinação irrepreensível, tanto mais de admirar quanto as harmonias de alguns dos cânticos , como os de Benjamin Britten, de William Dawson, de Lopes Graça ou de Eurico Carrapatoso soam aos nossos ouvidos como dissonantes.

 

Leitura: “O rosto da misericórdia”

Leitura:

Li em algum sítio (mas não me lembro onde) esta afirmação: «Muitos sermões sobre o amor andam à volta do mistério, em vez de entrarem nele.» Creio que se deve dizer o mesmo sobre a misericórdia, que não é outra coisa senão uma forma especial de dizer amor. Também o livro que decidi escrever não pode senão pertencer à primeira categoria, a dos sermões que se desenvolvem à volta do mistério. Para entrar dentro dele devemos ser atraídos. Pode bater-se à sua porta, mas esta não se abre senão por dentro.

 

Universidade Católica e Embaixada de Israel debatem “Nostra aetate”, sobre a Igreja e as religiões não-cristãs

Universidade Católica e Embaixada de Israel debatem “Nostra aetate”, sobre a Igreja e as religiões não-cristãs

«A Igreja de Cristo reconhece que os primórdios da sua fé e eleição já se encontram, segundo o mistério divino da salvação, nos patriarcas, em Moisés e nos profetas. Professa que todos os cristãos, filhos de Abraão segundo a fé, estão incluídos na vocação deste patriarca e que a salvação da Igreja foi misticamente prefigurada no êxodo do povo escolhido da terra da escravidão», refere a declaração.

 

Profeta Isaías denunciou injustiças sociais mas «não era comunista», recorda papa Francisco

Profeta Isaías denunciou injustiças sociais mas «não era comunista», recorda papa Francisco

«As riquezas e o poder são realidades que podem ser boas e úteis ao bem comum, se colocadas ao serviço dos pobres e de todos, com justiça e caridade. Mas quando, como demasiadas vezes acontece, são vividas como privilégio, com egoísmo e prepotência, transformam-se em instrumentos de corrupção e morte», apontou Francisco, que criticou o «exercício de uma autoridade sem respeito pela vida, sem justiça, sem misericórdia», quando o poder se torna «cupidez que quer possuir tudo».


Comissão Episcopal da Cultura, Bens Culturais e Comunicações Sociais
Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura | Secretariado Nacional dos Bens Culturais | Secretariado Nacional das Comunicações Sociais
Anúncios