9.12.2015

Imaculada Conceição, Fátima, Porta Santa e Francisco: Gestos, palavras e símbolos de misericórdia | IMAGENS + VÍDEOS |

Imaculada Conceição, Fátima, Porta Santa e Francisco: Gestos, palavras e símbolos de misericórdia

«Sabemos com certeza que nunca se fecha a porta da tua clemência para aqueles que creem no teu amor e proclamam a tua misericórdia»: foi com estas palavras, dirigidas a Deus, que o papa S. João Paulo II fechou pela última vez a Porta Santa da basílica de S. Pedro, a 6 de janeiro de 2001, na conclusão do Jubileu do ano 2000. Mais de 14 anos depois, a Porta Santa voltou a abrir-se, desta vez com o papa Francisco, seguido pelo papa emérito Bento XVI. Os símbolos falam claro: não há Jubileu sem porta, que indica a separação entre pecado e graça.

 

Misericórdia: Do Antigo Testamento a Cristo, passando pelo islão

Misericórdia: Do Antigo Testamento a Cristo, passando pelo islão

«Deus perdoa tanta coisa por uma obra de misericórdia!»: assim dizia uma personagem do romance “Os noivos”, de Alessandro Manzoni. O horizonte humano e espiritual da virtude fundamental da misericórdia alarga-se às três grandes religiões monoteístas, o judaísmo, o cristianismo e o islão. O itinerário de aprofundamento num tema tão vasto poderia ser recapitulado através de um percurso particular, o dos termos com que a misericórdia é expressa nos livros sagrados dessas religiões.

 

Iluminando a nossa casa comum: Fotografia e ecologia dão rosto inédito à basílica de S. Pedro | VÍDEO |

IIuminando a nossa casa comum: Fotografia e ecologia dão rosto inédito à basílica de S. Pedro

 

Agenda para hoje

Agenda para hoje


Comissão Episcopal da Cultura, Bens Culturais e Comunicações Sociais
Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura | Secretariado Nacional dos Bens Culturais | Secretariado Nacional das Comunicações Sociais
Anúncios