13.11.2015

Que esperamos, afinal, da Arte?

Que esperamos, afinal, da Arte?

Que esperamos, afinal, da Arte? Que, traduzindo à sua maneira peculiar a erosão do Sentido, nos torne suportável esse abandono? Que nos propicie a evasão ou nos proporcione a compensação perante a inerradicável ansiedade escatológica? Que se cumpra apenas na fronteira da questão ontológica ou no gume angustiante da condição humana?

 

“Laudato Si’”, entre relação, latência e complexidade

A Carta Encíclica “Laudato Si’” sobre o cuidado da casa comum apresenta, mediante uma renovada hermenêutica, a originalidade do pensamento cristão sobre a ecologia em seu significado amplo. É nosso intento aqui procurar mostrar que a encíclica e a teologia que lhe subjaz, bem como a sua aproximação transdisciplinar, se inserem no horizonte do questionamento filosófico contemporâneo.

 

Maria de Belém: «Sou profundamente cristã» | VÍDEO |

Maria de Belém: «Sou profundamente cristã»

Para Maria de Belém, a vivência da religião implica responsabilidade no agir, proteção, amor e afeto, sendo uma realidade «natural» com que convive «permanentemente»: «Deus é como o ar que respiro». «Todas as decisões importantes da minha vida passam pela invocação de um poder superior a mim», afirmou quando questionada se Deus entrou na decisão de se candidatar à Presidência da República.

 

Quatro histórias de perdão

Quatro histórias de perdão

É como perdoados e perdoadores que somos chamados a viver. O perdão é um «jugo suave». Ocupemo-nos, sim, em desenvolver as potencialidades que o perdão esconde. Mesmo se somos fruto de uma formação que acentua muito o peso do pecado, parece-me que a grande conversão é passar a sublinhar a luz do perdão de Deus na nossa vida.

 

Música: Jordi Savall e a “Missa Salisburgensis, a 54 vozes”, o «Everest» da polifonia | ÁUDIO |

Música: Jordi Savall e a

Ao definir simplesmente como espectacular o disco que Jordi Savall dedicou à “Missa Salisburgensis, a 54 vozes”, de Heinrich Ignaz Franz von Biber (1644-1704), corre-se o risco de reduzir e banalizar o notável valor histórico, científico e cultural do trabalho que o maestro catalão desenvolveu sobre uma das mais importantes obras do repertório sacro barroco.

 

Agenda para hoje

Agenda para hoje


Comissão Episcopal da Cultura, Bens Culturais e Comunicações Sociais
Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura | Secretariado Nacional dos Bens Culturais | Secretariado Nacional das Comunicações Sociais
Anúncios