11.11.2015

Ninguém está «demasiado longe» para a Igreja, afirma papa, que pede combate à ilegalidade laboral

Ninguém está «demasiado longe» para a Igreja, afirma papa, que pede combate à ilegalidade laboral

«É-nos pedido para sair de modo a aproximarmo-nos dos homens e mulheres do nosso tempo», apontou, antes de assinalar que «sair quer dizer arriscar, mas não há fé sem risco», porque «uma fé que pensa em si mesma e está fechada em casa não é fiel ao convite do Senhor, que chama os seus a tomar a iniciativa e a envolver-se, sem medo».

 

«Acompanhai quem ficou à margem da estrada. Nunca construais muros nem fronteiras», pede papa à Igreja

«Acompanhai quem ficou à margem da estrada. Nunca construais muros nem fronteiras», pede papa à Igreja

«Se a Igreja não assume os sentimentos de Jesus, desorienta-se, perde o sentido. Se os assume, pelo contrário, sabe estar à altura da sua missão. Os sentimentos de Jesus dizem-nos que uma Igreja que pensa em si mesma e nos próprios interesses será triste. As bem-aventuranças são o espelho em que nos devemos olhar, aquele que nos permite saber se estamos a caminhar no sentido certo; é um espelho que não mente.»

 

“Laudato Si'”: Uma esperança inovadora

O que será que torna tão evidente uma verdade já conhecida, agora que ela aparece dita pelo Papa? O que será que esta extraordinária encíclica traz a mais até nós? Acima de tudo põe-nos a pensar com espantosa nitidez e uma simplicidade desarmante em assuntos altamente complexos e tensos, trazendo-nos, por isso, uma nova esperança e sem dúvida um novo caminho.

 

«Não há nada em que o ser-se cristão diminua o ser-se governante», defende Marcelo Rebelo de Sousa | VÍDEO |

«Não há nada em que o ser-se cristão diminua o ser-se governante», defende Marcelo Rebelo de Sousa

Na conversa que manteve com a jornalista Maria João Avillez, de que reproduzimos excertos em vídeo , Marcelo Rebelo de Sousa sustentou que ser cristão não limita o exercício do cargo de Presidente da República, caso seja eleito. O ex-comentador pronunciou-se também sobre aqueles que considera os maiores desafios da Igreja católica em Portugal: a juventude, a comunicação social, a cultura, cujos debates têm passado à margem do mundo católico, e o setor social.

 

S. Leão Magno, um dos papas mais importantes da história

S. Leão Magno, um dos papas mais importantes da história

Soube estar próximo do povo e dos fiéis com a ação pastoral e com a pregação. Incentivou a caridade numa Roma provada pelas carestias, pela afluência dos prófugos, pelas injustiças e pela pobreza. Contrastou as superstições pagãs e a ação dos grupos maniqueus. Relacionou a liturgia com a vida quotidiana dos cristãos: por exemplo, unindo a prática do jejum com a caridade e com a esmola.

 

São Martinho: mais que castanhas e água-pé

São Martinho: mais que castanhas e água-pé

Mesmo sendo-lhe atribuídos muitos milagres, São Martinho é famoso sobretudo por um ato de caridade fraterna. Quando era ainda jovem soldado, encontrou na estrada um pobre entorpecido e trémulo de frio. Pegou no seu manto e, cortando-o em dois com a espada, deu metade àquele homem. Nessa noite apareceu-lhe Jesus em sonho, sorridente, envolvido naquele mesmo manto.

 

“Wake up!”: Primeiro CD do papa Francisco chega a Portugal | VÍDEO |

“Wake up!”: Primeiro CD do papa Francisco chega a Portugal

Pop, rock e gregoriano são alguns dos estilos reunidos em “Wake up!”, primeiro CD do papa Francisco que chega a Portugal com distribuição da Paulus Editora, numa edição que une «tradição e modernidade». A exortação «jovens asiáticos, acordem!» é o conceito que une os conteúdos e dá título ao álbum, que inclui 11 excertos de alocuções pronunciadas em português, espanhol, italiano e inglês.


Comissão Episcopal da Cultura, Bens Culturais e Comunicações Sociais
Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura | Secretariado Nacional dos Bens Culturais | Secretariado Nacional das Comunicações Sociais
Anúncios