31.10.2015

Ciclo “Espírito da Arte / Arte do Espírito” junta Eduardo Lourenço e Tolentino Mendonça

Ciclo

O Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura (SNPC) e a Fundação Arpad Szenes – Vieira da Silva, em Lisboa, vão organizar um ciclo de debates, de entrada livre e gratuita, dedicado ao tema “Espírito da Arte / Arte do Espírito”. A primeira sessão vai juntar o pensador Eduardo Lourenço e o P. José Tolentino Mendonça, numa conversa moderada por José Carlos Seabra Pereira, reunindo na mesma mesa o anterior e atual diretor do SNPC.

 

 

Leitura: “Cantar a vida! – Homilias de um bispo de todos e para todos”

Leitura:

No prefácio, D. Gilberto Reis acentua que as homilias revelam «um bispo, semeador incansável da Palavra de Deus, em todas as situações e lugares, e de o fazer em ligação forte com a vida, denunciando e abrindo caminhos de esperança, mesmo contra a corrente e sem medo. Um bispo que com a sua vida dá autoridade àquilo que diz e que, assim ele mesmo se torna palavra viva». Leia um excerto.

 

Deus perdoa como Pai, e não como um tribunal, diz papa, que pede orações pelo diálogo e é homenageado por reclusas | VÍDEO |

Deus perdoa como Pai, e não como um tribunal, diz papa, que pede orações pelo diálogo e é homenageado por reclusas

A compaixão de Deus diferencia-se da piedade – «não tem nada a ver uma coisa com a outra» -, declarou o papa, que distinguiu a atitude de quem tem «piedade de um cão que está morrer» da compaixão de Deus: «É meter-se no problema, meter-se na situação do outro, com o coração de Pai». Também hoje, o Vaticano divulgou a intenção geral do Apostolado da Oração do papa para o mês de novembro: «Para que nos abramos ao encontro pessoal e ao diálogo com todos, também com quem pensa diferente de nós».

 

Pavilhão da Santa Sé na exposição universal de Milão recolheu 150 mil euros para obras de caridade do papa

Pavilhão da Santa Sé na exposição universal de Milão recolheu 150 mil euros para obras de caridade do papa

A presença da Santa Sé na iniciativa que decorreu desde 1 de maio foi salientar a importância do pão enquanto «um dos grandes símbolos do alimento universal», em particular no que se refere «à fome no mundo». O objetivo secundário consistiu em evocar a frase bíblica, atribuída a Jesus, «não só de pão», «recordando a dimensão mais espiritual e cultural que o alimento comporta», observou o presidente do Conselho Pontifício da Cultura.

 

Agenda para hoje

Agenda para hoje


 

Comissão Episcopal da Cultura, Bens Culturais e Comunicações Sociais
Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura | Secretariado Nacional dos Bens Culturais | Secretariado Nacional das Comunicações Sociais
Anúncios

30.10.2015

Átrio dos Gentios debate Jorge Luis Borges, religiosidade e agnosticismo

Átrio dos Gentios debate Jorge Luis Borges, religiosidade e agnosticismo

Jorge Francisco Isidoro Luis Borges Acevedo nasceu em Buenos Aires, capital da Argentina, em 24 de agosto de 1899, e faleceu em Genebra, a 14 de junho de 1986. Antes de falar espanhol, aprendeu com a avó paterna a língua inglesa, idioma em que fez suas primeiras leituras. Poeta, ficcionista e cronista, tem entre as suas obras mais conhecidas “O livro dos seres imaginários”, “Ficções”, “O Aleph” e “História universal da infâmia”.

 

“O nome de Deus é Misericórdia”: «Primeiro livro» do papa Francisco sai em janeiro

«Diz-se muitas vezes, justamente, que hoje se perdeu o sentido do pecado. Acrescentarei que também se perdeu a esperança de poder recomeçar. Esta é a grande mensagem cristã, que o papa faz reverberar para além das fronteiras e vedações: há um Deus que te quer bem, te espera, te vem procurar para te abraçar», acentua o jornalista que conversou com o papa Francisco para publicar este livro.

 

Universidade Católica evoca primeiro vice-reitor, filósofo José Enes, «figura cultural de grande relevo»

Universidade Católica evoca primeiro vice-reitor, filósofo José Enes, «figura cultural de grande relevo»

O pensamento e obra do filósofo José Enes (1924-2013), primeiro vice-reitor da Universidade Católica Portuguesa e cofundador e primeiro reitor da Universidade dos Açores, estão a ser objeto de análise até esta sexta-feira em Ponta Delgada e nos Açores. Nascido nas Lages do Pico, José Enes Pereira Cardoso foi ordenado padre e formou-se em escolástica tomista na Universidade Gregoriana, em Roma (1945-1950 e 1964-1966),  tendo iniciado a atividade docente na década de 50 no Seminário Episcopal de Angra.

 

Felicidade é um dos nomes de Deus: Meditação sobre o Evangelho de Domingo

Felicidade é um dos nomes de Deus: Meditação sobre o Evangelho de Domingo

Os santos são os homens das Bem-aventuranças. Estas palavras são o coração do Evangelho, a narrativa de como o homem Jesus passou pelo mundo, e por isso são o rosto alto e puro de cada ser humano, as novas hipóteses de humanidade. São o desejo de um totalmente outro modo de ser homens, o sonho de um mundo feito de paz, de sinceridade, de justiça, de corações límpidos.

 

Livros “oficiais” sobre Jubileu da Misericórdia chegam a Portugal

Livros

O Pontifício Conselho para a Promoção da Nova Evangelização, responsável pela coordenação das atividades ligadas ao Ano da Misericórdia, publicou oito livros centrados naquele tema, partindo de diferentes pontos de vista. O objetivo da coleção, que em Portugal é lançada pela Paulus Editora, consiste em fornecer instrumentos «a todos os operadores pastorais, seja para o aprofundamento pessoal, seja para a preparação de encontros, catequeses, ou para a animação da oração comunitária», refere a página “oficial” dedicada ao Jubileu da Misericórdia.

 

Pão do coração

Pão do coração

«Ofereço-vos este sorriso sem nada vos pedir em troca, só para o prazer, a alegria de estar convosco, de partilhar este instante de vida que nos é oferecido gratuitamente. Ofereço-vos este sorriso, sim, só para o prazer. Sabei que o sorriso é o pão do coração e que o mundo está faminto de sorriso e espera o vosso para melhor fazer bater o seu coração.»

 

Agenda para hoje

Agenda


Comissão Episcopal da Cultura, Bens Culturais e Comunicações Sociais
Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura | Secretariado Nacional dos Bens Culturais | Secretariado Nacional das Comunicações Sociais

 

 

29.10.2015

Abade de Baçal: Entre a «fé granítica» e a paixão pela arqueologia, etnografia e história transmontanas

Abade de Baçal: Entre a «fé granítica» e a paixão pela arqueologia, etnografia e história transmontanas

«É de uma fé granítica. Além de transmontano é um cristão convicto e foi um sacerdote que exerceu o seu ministério e conseguiu conciliá-lo com as várias funções que foi assumindo na sociedade, inclusive a de diretor do museu regional, na altura, de vereador municipal, mas salvaguardando sempre a identidade cristã», realça o atual bispo de Bragança-Miranda.

 

Assunção Cristas e a questão de Deus: «Peço ao Espírito Santo para me ajudar a escolher as palavras» | VÍDEO |

Assunção Cristas e a questão de Deus: «Peço ao Espírito Santo para me ajudar a escolher as palavras»

«Peço ao Espírito Santo para me ajudar a escolher as palavras necessárias para chegar ao coração das pessoas», revelou esta terça-feira a Ministra da Agricultura e do Mar, Assunção Cristas. A seguir ao encenador Jorge Silva Melo, a jurista foi a segunda convidada do ciclo de conversas sobre Deus, com a jornalista Maria João Avillez, organizado pela Capela do Rato, em Lisboa.

 

Tese sobre Movimento de Renovação da Arte Religiosa obtém melhor classificação em dissertação

Tese sobre Movimento de Renovação da Arte Religiosa obtém melhor classificação em dissertação

A Faculdade de Arquitetura da Universidade de Lisboa atribuiu esta terça-feira o Prémio Professor Manuel Tainha a João Alves da Cunha, que no ano letivo de 2013/14 obteve a melhor classificação em Dissertação no Doutoramento em Arquitetura. A obra publicada em setembro pela Universidade Católica Editora «procura dar a conhecer a história do Movimento de Renovação da Arte Religiosa (MRAR), fazendo um retrato detalhado da sua ação nas décadas de 1950 e 1960», refere a sinopse.

 

Entender a vida como altar de oferta para o bem dos outros é o único lugar que se deve desejar

Entender a vida como altar de oferta para o bem dos outros é o único lugar que se deve desejar

Esse remédio indicado por Cristo, quando “tomado”, produz grande efeito. Está na contramão das lógicas aprendidas e praticadas “das facilidades”, que impedem os gestos de oferta. Fortalecer o entendimento de que todos devem ser servidores é solução única para dar novo caminho à sociedade contemporânea, para que a Igreja exerça de modo mais fecundo a sua dimensão missionária e para devolver paz interior, serenidade e qualificada cidadania.

 

«Somos irmãos»: Papa aponta convergências para diálogo inter-religioso

«Somos irmãos»: Papa aponta convergências para diálogo inter-religioso

«O Concílio, com a declaração “Nostra aetate”, traçou o caminho: “sim” à redescoberta das raízes judaicas do cristianismo; “não” a toda a forma de anti-semitismo e condenação de toda a injúria, discriminação e perseguição que dele derivam. O conhecimento, o respeito e a estima constituem o caminho que, se vale de modo peculiar para as relações com os judeus, vale analogamente também para as relações com as outras religiões.»

 

Cinema: “Adama”  | VÍDEO |

Cinema:

Em 1916, algures na África negra, Adama é uma criança de 12 anos, curioso de tudo. A sua aldeia está junto a uma imensa falésia, que os anciãos interditam de ultrapassar, pois para além dela encontra-se um mundo desconhecido e ameaçador. Todavia, Adama será levado a transpor esse interdito e a iniciar uma viagem perigosa. Ele quer “adquirir” o seu irmão, o corajoso Samba, que por algumas moedas de ouro e a promessa de se tornar um “guerreiro”, partiu para fazer a guerra no Norte.

 

Agenda

Agenda


Comissão Episcopal da Cultura, Bens Culturais e Comunicações Sociais
Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura | Secretariado Nacional dos Bens Culturais | Secretariado Nacional das Comunicações Sociais

28.10.2015

Entre Deus e os Homens – A arte na Igreja de Viseu: Apresentação

Entre Deus e os Homens - A arte na Igreja de Viseu: Apresentação

No conjunto dos quatro núcleos, a mostra enquadra as 170 obras expostas, oriundas de 102 paróquias – algumas retiradas do culto e outras abandonadas em arrecadações -, num conceito condutor que mostra os mistérios da fé cristã, desde a Criação, passando pela Encarnação e presença humana de Jesus, não reconhecido, até ao fim dos tempos (Museu Nacional de Grão Vasco).

 

Entre Deus e os Homens – A arte na Igreja de Viseu: Catedral de Santa Maria, Igreja-Mãe | IMAGENS |

Entre Deus e os Homens - A arte na Igreja de Viseu: Catedral de Santa Maria, Igreja-Mãe

A Igreja-Mãe de todas as igrejas da diocese, que este ano assinala os 500 anos da sua dedicação, constitui um repositório de vários estilos artísticos, testemunhos de uma Igreja viva que ao longo dos séculos capitalizou a arte para celebrar e anunciar Cristo.

 

Entre Deus e os Homens – A arte na Igreja de Viseu: O Verbo e a vida eterna | IMAGENS |

Entre Deus e os Homens - A arte na Igreja de Viseu: O Verbo e a vida eterna

Depois da Ressurreição a perenidade da presença de Cristo Vivo manifesta-se na Palavra, nos vários sacramentos, na Eucaristia, em todos os lugares e em cada irmão. A estrutura retabular e um frontal de altar introduzem-nos no espaço da celebração, onde vários objetos, pela sua função e simbolismo, assumem especial relevância no património das igrejas.

 

Entre Deus e os Homens – A arte na Igreja de Viseu: Maria a Mãe; construtores da Igreja | IMAGENS |

Entre Deus e os Homens - A arte na Igreja de Viseu: Maria a Mãe; construtores da Igreja

Dispõem-se vários eleitos no universo das devoções das comunidades da diocese. Homens e mulheres que deixaram entrar e viver Deus nos seus corações, que se sentiram amados por Ele e com fé e confiança o levaram às periferias. Através da sua ação saíram de si mesmos, anunciaram e testemunharam, enfrentaram as adversidades e colocaram em prática o amor ao próximo.

 

Entre Deus e os Homens – A arte na Igreja de Viseu: Comunidade que vive e reza | IMAGENS |

Entre Deus e os Homens - A arte na Igreja de Viseu: Comunidade que vive e reza

As comunidades manifestam o amor de formas diversas, que contemplam a ação na comunidade segundo os valores propostos por Cristo, mas também as devoções particulares, a organização em irmandades, a participação em procissões, a oração individual ou coletiva, a presença na Eucaristia, a realização de promessas, a partilha de bens em nome da conversão ao amor-caridade.

 

José Tolentino Mendonça: Itália reconhece de novo o poeta lusitano e “pasoliniano”

José Tolentino Mendonça: Itália reconhece de novo o poeta lusitano e

A Bíblia e o grande poeta da sua terra – as primeiras duas referências literárias que iniciam uma longa série de citações, declaradas ou escondidas, constelam toda a obra “tolentiniana”, até às mais recentes publicações. Em epígrafe, no título, no corpo das obras literárias, são inúmeras as “homenagens” intelectuais e afetivas de um poeta cuja cultura literária é imensa.

 

Concertos, fotografia, ateliês e lançamento editorial assinalam 300 anos do órgão da sé de Faro | VÍDEOS |

Concertos, fotografia, ateliês e lançamento editorial assinalam 300 anos do órgão da sé de Faro

No âmbito das atividades paralelas está prevista uma exposição fotográfica sobre o órgão, que decorre na catedral de 5 a 30 de novembro. No dia 7 realiza-se, igualmente na sé, um ateliê de afinação com o organeiro Dinarte Machado, das 12h00 às 13h00, e no mesmo dia, às 21h45, é lançada uma brochura alusiva ao tricentenário. Conheça também o programa dos concertos.

 

Música: “Super Dixit Joseph”, de Orlando di Lasso | ÁUDIO |

Música: “Super Dixit Joseph”, de Orlando di Lasso

Homem cosmopolita e de ampla mentalidade, Orlando di Lasso encarna o espírito do artista livre e sem pátria no sentido mais moderno dos termos, que supera barreiras musicais e confins geopolíticos em virtude de uma atividade criativa de alcance supranacional e de uma genial quanto pessoal síntese estilística.


Comissão Episcopal da Cultura, Bens Culturais e Comunicações Sociais
Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura | Secretariado Nacional dos Bens Culturais | Secretariado Nacional das Comunicações Sociais

27.10.2015

Educar em família para a arte e cultura: Os afetos podem traduzir-se em objetos poéticos | VÍDEO |

Educar em família para a arte e cultura: Os afetos podem traduzir-se em objetos poéticos

Como se produz cultura dentro da família? Como se dialoga criativamente em família? Como somos artistas e poetas dentro da família? Como é que alimentamos o nosso quotidiano com gestos poéticos, com inventividade, com imaginação? Como é que as famílias são autoras?

 

Fátima, espiritualidade e desenho | IMAGENS |

Fátima, espiritualidade e desenho

A procissão é essa viagem espiritual que me lembra as viagens do dia a dia, percursos tão conhecidos, mas sempre em cruzamento com novas pessoas, caminhos banais, mas sempre repletos de surpresas à espera de serem encontradas.

 

Na areia ou no coração?

Na areia ou no coração?

«Escrevi o teu nome na areia, mas a onda apagou-o. Gravei o teu nome numa árvore, mas a cortiça caiu. Esculpi o teu nome no mármore mas a pedra desfez-se. Tomado pelo desespero, escondi o teu nome no meu coração, e nele o tempo o conservou.»

 

“Novas perspetivas do Caminho de Santiago” debatem cultura, turismo, património e ambiente

Reconhecido pelo Conselho da Europa, em 1987, como o primeiro Itinerário Cultural Europeu, e declarado pela Unesco Património da Humanidade, em França e Espanha, o vastíssimo conjunto de itinerários de peregrinação que tem por meta Santiago de Compostela assume cada vez mais importância económica e social ao longo dos territórios que atravessa.


 

Comissão Episcopal da Cultura, Bens Culturais e Comunicações Sociais
Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura | Secretariado Nacional dos Bens Culturais | Secretariado Nacional das Comunicações Sociais

26.10.2015

Papa acentua «inculturação» e diversidade cultural ao concluir Sínodo sobre a Família

Papa acentua «inculturação» e diversidade cultural ao concluir Sínodo sobre a Família

«Aquilo que parece normal para um bispo de um continente, pode resultar estranho, quase um escândalo – quase! –, para o bispo doutro continente», enquanto que o «que se considera violação de um direito numa sociedade, pode ser preceito óbvio e intocável noutra; aquilo que para alguns é liberdade de consciência, para outros pode ser só confusão.»

 

Poesia: Treze palavras para Emily Dickinson

Poesia: Treze palavras para Emily Dickinson

Uma vida passada inteiramente numa grande casa de New England, uma existência pobre de acontecimentos exteriores, a de Emily Dickinson, poetisa nascida em Amherst, Massachussets, EUA, em 1830; mas uma produção de cerca de 1800 poesias testemunha a intensidade de uma alma vizinha do infinito.


Comissão Episcopal da Cultura, Bens Culturais e Comunicações Sociais
Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura | Secretariado Nacional dos Bens Culturais | Secretariado Nacional das Comunicações Sociais

25.10.2015

Liberta-nos da escuridão e dá-nos um olhar de luz: Meditação sobre o Evangelho de Domingo

Liberta-nos da escuridão e dá-nos um olhar de luz: Meditação sobre o Evangelho de Domingo

Um retrato traçado com três dramáticas pinceladas: cego, mendigo, só. Um mendigo cego: o último da fila, um náufrago da vida, um farrapo confinado à escuridão na margem de uma estrada de Jericó. Mas a multidão ergue um muro ao seu grito: cala-te! O grito de dor está fora de todo o lugar. É terrível pensar que diante de Deus o sofrimento esteja fora de lugar, que a dor esteja fora do programa.

 

Biblioteca Nacional acolhe colóquio internacional sobre Bíblia, «nossa herança cultural»

Biblioteca Nacional acolhe colóquio internacional sobre Bíblia, «nossa herança cultural»

«Parte da nossa herança cultural, estes códices são testemunhos eloquentes da história social e intelectual da Idade Média europeia e elementos relevantes para o reconhecimento identitário das instituições que os acolheram e personalidades que promoveram a sua produção e circulação», sublinha o texto de apresentação.

 

Teste: Conhece bem a Bíblia? Os cinco primeiros livros

Teste: Conhece bem a Bíblia? Os cinco primeiros livros

«Que narrativa bem conhecida se encontra no capítulo 11 do Génesis?» Esta é uma das 10 perguntas que apresentamos no novo questionário sobre a Bíblia, que incide sobre os seus cinco primeiros livros.


Comissão Episcopal da Cultura, Bens Culturais e Comunicações Sociais
Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura | Secretariado Nacional dos Bens Culturais | Secretariado Nacional das Comunicações Sociais