É novo » 25.3.2015

«Herberto Helder é imortal com a sua obra» | ÁUDIO |
«Quando morre um poeta com a dimensão de Herberto Helder o que sentimos é que não apenas morreu um poeta mas a poesia», assinalou o poeta e sacerdote, também nascido na Ilha da Madeira. «Acredito que os vindouros continuarão a ler com o mesmo entusiasmo, com a mesma paixão, a descobrir o mundo, a tatear um segredo, um mistério da vida pelas palavras e pelos versos de Herberto Helder», apontou.

Homenagem a uma palavra lida em Herberto Helder
Por vezes de um dia que vivemos, de um filme, de um poema… por vezes de alguém, conservamos uma palavra. Não saberemos explicar porquê, mas essa palavra aloja-se dentro do nosso pensamento, atravessa vagarosamente os nossos silêncios, fecha-se à chave dentro de nós. Estamos, depois, sempre a vê-la. Anos e anos passaram e nunca pensámos nessa palavra ou no que ela nos traz. E, depois, estamos sempre a vê-la escrita ou a ver letras dispersas que quase, quase a escreveriam.

Agenda para hoje

Comissão Episcopal da Cultura, Bens Culturais e Comunicações Sociais
Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura | Secretariado Nacional dos Bens Culturais | Secretariado Nacional das Comunicações Sociais

Anúncios