É novo » 4.2.2015

A sabedoria é sabor: O homem sábio e feliz
Agregado ao Instituto de França, o filósofo e crítico Roland Barthes (1915-1980) elaborara a sua “lectio”inaugural sobre um tema que ele próprio considerava ultrapassado, a «sabedoria», e definiu assim: «A sabedoria é nenhum poder, um pouco de saber, um pouco de inteligência e o máximo de sabor possível.» Não por acaso, este vocábulo deriva do verbo latino “sapere”que, como primeira aceção, tem, precisamente, o «ter sabor».

A barraca dos padres – Dachau, 1938-1945: «O maior cemitério de padres católicos do mundo»
No momento da partida, Pawel, abatido, traça o sinal da cruz sobre a fronte do seu irmão, pede-lhe para abraçar os seus pais e Alois no céu, e assegura-lhe sua chegada próxima entre eles. Boleslaw desaparece. Dezasseis dias depois, a 30 de agosto, Pawel cumpre a promessa e morre em Dachau. Os irmãos Prabucki são três dos 2579 padres, religiosos e seminaristas católicos, vindos da Europa ocupada, encarcerados no campo de Dachau pelos nazis entre 1938 e 1945. A história destes homens é mal conhecida, oculta no processo concentracionário global.

Reserva hoje 15 minutos do teu dia para ler o Evangelho, em vez de veres a telenovela
«Para conhecer o Senhor, tomemos o Evangelho e façamos essa oração de contemplação. Hoje, por exemplo, procurai 10 a 15 minutos, não mais, lede o Evangelho, imaginai e dizei algo a Jesus. E nada mais. E assim o vosso conhecimento de Jesus será maior e a vossa esperança crescerá.» «Toma o Evangelho» – propôs o papa – «um pequeno excerto, imagina o que sucedeu, e fala com Jesus sobre isso. Assim o teu olhar estará fixo em Jesus, e não tanto na telenovela, por exemplo.

D. Óscar Romero: «A minha única conversão é a Cristo»
«El Salvador é um país pequeno, que sofre e trabalha. Aqui vivemos grandes diferenças no aspeto social: a marginalização económica, política, cultura, etc.  Numa palavra: injustiça. A Igreja não pode ficar calada frente a tanta miséria porque trairia o Evangelho, seria cúmplice daqueles que pisam os direitos humanos. Foi esta a causa da perseguição da Igreja: a sua fidelidade ao Evangelho.» Deus está a falar-nos através dos acontecimentos, das pessoas. Falou-nos através do padre Rutilio, do padre Navarro [sacerdotes assassinados], dos camponeses, etc. Fala-nos através da paz, a esperança que sentimos, inclusive no meio de tantos sofrimentos».

O Evangelho das imagens | IMAGEM |
«Um profeta só é desprezado na sua terra.»

“Esperar contra toda a esperança”: Jornadas Teológicas debatem arte, filosofia, Bíblia, política, família, sofrimento e fim dos tempos
A partir do versículo inicial da primeira carta de S. Paulo a Timóteo – «Cristo [é] a nossa esperança», são declinadas três orientações: «N’Ele se encontram razões para a esperança; n’Ele a esperança é anunciada e construída; n’Ele é possível esperar com os outros e para os outros». «As Jornadas de Teologia seguirão este mesmo itinerário: Da esperança que encontrámos à sua profecia no hoje da história; Da esperança que nos anima à sua vivência eclesial e comunitária. Porque peregrina no tempo e no mundo, a Igreja continua a “esperar contra toda a esperança”.»

«Queremos uma sociedade mais justa?»
«Porque temos uma sociedade tão injusta? Porque devemos procurar uma sociedade mais justa? O que estamos dispostos a fazer para termos uma sociedade mais justa? Qual o lugar da ação pessoal, das organizações e do Estado?» Numa sociedade em que as desigualdades «adquirem uma natureza estrutural e aparecem aos olhos de muitos como inelutáveis», os convidados vão questionar perspetivas hoje qualificadas de «senso comum»: «O mérito e a meritocracia, diferentes formas de legitimação das desigualdades, a inveja dos “perdedores” e a vitória dos “melhores”».

Diretor da Pastoral da Cultura prepara obra sobre literatura de Macau
O primeiro volume deverá estar terminado até ao verão, quando o professor da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra abandona o território macaense, após um ano como docente convidado no Centro Pedagógico e Científico da Língua Portuguesa. «Há muitas formas de Macau marcar presença na literatura. Pode ser uma presença quase episódica, remota, como um sinal de exotismo, de compensação ideológica. Depois há outras formas de presença mais fortes em que há uma representação literária de Macau como geografia física e humana, como meio de vida.»

Obra sobre bispo Pedro Casaldáliga ganha prémio Gaudí de melhor filme para televisão | VÍDEO |
A obra conta a vida do prelado emérito da diocese brasileira de S. Félix do Araguaia, chamado “bispo dos pobres” e “voz dos índios”, que ao longo do seu ministério teve de esclarecer as suas posições com o Vaticano, além de ter enfrentado a ditadura militar e os proprietários de terras. A coprodução combina a ação e a espiritualidade, apresentando imagens fortes quer da paisagem natural do estado do Mato Grosso, quer da paisagem humana e social onde a narrativa se situa, no contexto da Teologia da Libertação e da ditadura brasileira dos anos 70.

S. João de Brito: entre sofrimentos e perseguições para levar o Evangelho ao Oriente
A Igreja Católica assinala a 4 de fevereiro a memória de S. João de Brito. Nasceu em Lisboa (Portugal) no dia 1 de março de 1647, de família nobre. Depois de uma piedosa adolescência, entrou na Companhia de Jesus e, ordenado sacerdote, embarcou para as missões da Índia, onde trabalhou no meio de grandes sofrimentos e perseguições, mas também com grande fruto apostólico. Foi de lá enviado à Europa como Procurador das Missões e de novo partiu para a Índia, onde foi martirizado.

A inquietante proximidade de Deus: Meditação sobre o Evangelho de hoje
Não tomemos estes acontecimentos como uma mera história antiga: de maneiras diferentes, produzem-se no nosso tempo reflexos semelhantes de rejeição. Mesmo dentro da Igreja: somos sempre tentados a mumificar a mensagem evangélica, envolvendo-a na teologia. Em síntese, Jesus provoca sempre um reflexo de defesa, que nasce de uma forma subtil de medo, o medo de sermos postos em questão, de sairmos de nós mesmos para o seguirmos verdadeiramente.

Agenda para hoje

Comissão Episcopal da Cultura, Bens Culturais e Comunicações Sociais
Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura | Secretariado Nacional dos Bens Culturais | Secretariado Nacional das Comunicações Sociais

 

Anúncios