É novo » 23.1.2015

Pré-publicação: “O grande encontro entre Deus e a sua criatura”
Rezar também é uma arte, um exercício de beleza, de canto, de libertação interior. É ascese e ascensão, é empenho rigoroso, mas também voo leve e livre da alma para Deus. Para usar uma definição sugestiva da liturgia, na sua estrutura íntima, proposta pelo filósofo Jean Guitton, é “numen”e “lumen”, é mistério, transcendência, realidade objetiva, palavra divina que em nós se revela, mas também contemplação humana, jubilosa adesão, canto dos lábios e do coração.

Irmão Luc, monge e médico de Tibhirine: «Não tive muito na vida, mas sou feliz»
Diante de Deus permanecemos na posição de mendigo. Os seus dons são perfeitamente gratuitos. Nenhum esforço e nenhum trabalho exigem uma retribuição da sua parte a título de justiça. Deus não nos deve nada. O mendigo de Deus abandona-se a este arbítrio divino, do qual depende inteiramente.

Ecumenismo: «Comunhão», um dos mais belos nomes da Igreja
Na longa história dos cristãos, a certa altura, multidões de crentes deram por si separadas, por vezes sem sequer saberem porquê. Hoje é essencial fazer tudo para que o maior número possível de cristãos, frequentemente inocentes nessas separações, se descubram em comunhão.

Questões de fé para quem crê e não crê: As Testemunhas de Jeová e a transfusão sanguínea
Sem eufemismo, as Testemunhas de Jeová, que conhecem muitas vezes a Bíblia de maneira aproximativa, selecionam as passagens segundo o seu interesse. Para serem coerentes, seria necessário que dessem uma interpretação literal aos textos violentos, poligâmicos e datados (como o geocentrismo) das Escrituras.

Que procuras?
É uma verdade bastante óbvia, mas estou convencido de que não só é importante saber o que estamos à procura, como também ter claro onde o fazer; quando queremos aproximar-nos de Deus temos de clarificar primeiro o que é que procuramos, o que é que queremos dele; por que o invocamos, o que lhe pedimos…

Braga evoca arquiteto Carlos Amarante
Nascido na “Cidade dos Arcebispos” no ano de 1748, Carlos Amarante foi o responsável pelos projetos da igreja do Hospital de São Marcos, a fachada da igreja do Pópulo, e o templo, terreiro de Moisés e escadório das Virtudes no Bom Jesus do Monte, entre outras obras.

Cinema: Museus do Vaticano em três dimensões e ultra-alta definição | VÍDEO |
O filme permite uma visão inédita e mais realista dos detalhes de obras-primas intemporais assinadas por Giotto, Leonardo Da Vinci, Caravaggio, Rafael, Van Gogh, Chagall e Dali, entre outros, expostas nos Museus do Vaticano e na Capela Sistina.

Não esqueças quem nunca se esquece de ti
«O povo já estava algo desinteressado do modo de ensinar a fé, dos doutores da lei daquele tempo, que sobre as costas dele carregavam muitos mandamentos, muitos preceitos, mas não chegavam ao coração», afirmou o papa, acrescentando que a pedra de toque para a mudança chegou, em particular, com as Bem-aventuranças.

O Evangelho das imagens | IMAGEM |
«Escolheu doze, para andarem com Ele.»

Agenda para hoje

Comissão Episcopal da Cultura, Bens Culturais e Comunicações Sociais
Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura | Secretariado Nacional dos Bens Culturais | Secretariado Nacional das Comunicações Sociais

Anúncios