É novo » 29.12.2014

Papa realça papel dos avós e apela a «solidariedade concreta» com famílias sem saúde e trabalho
Jesus é aquele que aproxima as gerações. É a fonte daquele amor que une as famílias e as pessoas, vencendo cada divisão, cada isolamento, cada distanciamento. Isto faz-nos pensar também nos avós: quanto é importante a sua presença. Quanto é precioso o seu papel nas famílias e na sociedade. O bom relacionamento entre os jovens e os idosos é decisivo para o caminho da comunidade civil e eclesial.

Descrer «foi muito importante», diz patriarca de Lisboa
Uma frase simples sobre o nascimento de Jesus: “Os pastores foram apressadamente e encontraram Maria, José e o Menino deitado numa manjedoura”. Quantas vezes li esta frase… Mas em relação à nossa situação atual, 2014, receber um anúncio, ir apressadamente, encontrar uma família, uma criança e um meio tão pobre como é a manjedoura… não me sai da cabeça. Numa situação de pobreza, de desprovimento, acrescida e para tanta gente, encontrar uma criaturinha tão frágil como uma criança acabada de nascer — mas pode ser uma pessoa idosa, prestes a morrer — e eu acreditar que a realidade absoluta a que chamamos Deus se revela assim, não me sai da cabeça.

Um filho é um milagre que muda uma vida
Maternidade e paternidade são dom de Deus, mas acolher o dom, maravilhar-se com a sua beleza e fazê-lo resplandecer na sociedade é a vossa tarefa. Cada um dos vossos filhos é uma criatura única que nunca mais se repetirá na história da humanidade. Quando se compreende isto, ou seja, que cada um foi querido por Deus, fica-se maravilhado por quão grande milagre é um filho.

Agenda para hoje

Anúncios