É novo » 10.12.2014

Catolicismo marcou democracia portuguesa desde o início, considera Marcelo Rebelo de Sousa
Os católicos, antes do 25 de abril, num processo muito longo e pouco conhecido iniciado na década de [19]40, que dá um grande salto sobretudo nos final dos anos 50, e prossegue ao longo dos anos 60 e início da década de 70, tiveram um papel tentacular pelas várias paróquias, dioceses e movimentos, bem como na sociedade civil.

«Alegria da Igreja» é «sair para procurar» quem está longe, aponta papa Francisco
«Quando a Igreja se fecha em si mesma, se fecha em si mesma, talvez esteja bem organizada, com um organigrama perfeito, tudo a postos, tudo limpo, mas falta alegria, falta festa, falta paz, e assim torna-se uma Igreja sem esperança, ansiosa, triste, uma Igreja que tem mais de solteirona do que de mãe, e esta Igreja não serve, é uma Igreja de museu.»

Ciclo de cinema e debates sobre «virtudes» unem espiritualidade e arte
A 2.ª edição da iniciativa “Cinema e espiritualidade”, dedicada ao tema “Vivências cristãs, caminhos cruzados” conta com a participação de personalidades da literatura e teologia, que ao comentarem as películas evidenciarão «a pluralidade das experiências cristãs de Deus», explica a nota de apresentação.

“Responsabilidade social da fé” é o tema do novo número da revista “Didaskalia”
Desde a tradição bíblica até às interpelações mais recentes do papa Francisco, é-nos proposto um percurso de reflexão sobre questões tão antigas e tão novas como: a pobreza, o uso dos bens, a doutrina social da Igreja, a opção pelos pobres, o catolicismo e a ordem social, a relação entre o anúncio e celebração da fé e o compromisso social.

A carne da ressurreição
Para que a carne de Job contemple Deus, Deus tem de se fazer carne sobre o pó da terra. Assim sendo, a carne definitiva de Job é semelhante à carne provisória de Deus, isto é, uma e a outra são a presença substantiva da essência própria de cada um. Isso a que chamamos espírito, mas em forma de relação.

Papa Francisco em entrevista: Preocupa-me mais a reforma espiritual do que a da cúria do Vaticano
«Deus é bom comigo, dá-me uma saudável dose de inconsciência. Vou fazendo o que tenho de fazer.» «Uma coisa que disse a mim mesmo desde o primeiro momento foi: “Jorge, não mudes, continua a ser o mesmo, porque mudar, na tua idade, é fazer figura de ridículo”». Estas são algumas das frases que, prestes a cumprir 21 meses de pontificado, o papa Francisco pronunciou numa entrevista à jornalista Elisabetta Piqué, do diário argentino “La Nacion”, na última quinta-feira.

O espiritual no desenho: Novos retiros de diários gráficos
É possível encontrar essa presença pequenina do Deus menino através do desenho? É esta a minha inquietação interior. Quero, desenhando o que me rodeia, encontrar a beleza do sagrado na rotina, no comum, na manjedoura coberta de palha que ninguém liga ou quer ver…

Declaração dos Direitos do Homem «custou milhões dos nossos irmãos», e «tal preço não pode ter sido pago em vão»
«[A] Declaração [Universal dos Direitos do Homem] custou milhões dos nossos Irmãos e Irmãs, que a pagaram com o próprio sofrimento e sacrifício, provocados pelo embrutecimento que tinha tornado surdas e obtusas as consciências humanas dos seus opressores e dos artífices de um verdadeiro genocídio. Um tal preço não pode ter sido pago em vão.»

O Evangelho das imagens | IMAGENS |
«Sou manso e humilde de coração.»

Agenda para hoje

Anúncios