É novo » 25.11.2014

Para o Desenvolvimento do nosso mundo, da nossa dignidade, do nosso futuro
É certo que 2014 ainda não terminou mas sabemos já que 2015 será o Ano Europeu do Desenvolvimento. Deste modo, poderíamos pensar numa «civilização do amor» (expressão muito querida ao papa João Paulo II) para o Desenvolvimento? Trata-se de uma civilização onde o imperativo do dom, que resulta sempre do imperativo do amor, nos poderá levar a uma forma de vida assente e orientada para a verdadeira esperança.

O Natal segundo Bergoglio: Dar lugar ao silêncio
Os meios de comunicação de massa submergem-nos naquele que podemos chamar um «dilúvio de palavras». Pergunto-me: «Sou capaz de viver sem o rádio? Durante quantos dias?». Há um consumismo de palavras: palavras doces, sedutoras, objetivas, coléricas… de todo o género. Palavras que procuram entrar-nos com rumor no coração e nada trazem à verdade.

Dicionário multimédia e tradução em 12 línguas do Padre António Vieira seguem-se à “Obra completa”
Uma seleção de textos do Padre António Vieira (1608-1697) vai ser traduzida em 12 línguas (inglês, francês, espanhol, italiano, russo, mandarim, japonês, árabe, polaco, alemão, holandês e búlgaro), a par do lançamento do “Dicionário Multimédia” sobre o pregador português.

Papa Francisco pede Igreja pobre e que não brilhe por si própria
Quando a Igreja é humilde e pobre, então é «fiel» a Cristo, caso contrário é tentada a brilhar com «luz própria», em vez de dar ao mundo a luz de Deus, afirmou o papa Francisco na missa a que presidiu, no Vaticano. A homilia baseou-se na leitura bíblica do Evangelho em que Jesus elogia o gesto de uma viúva pobre que oferece ao tesouro do templo todo o dinheiro que tinha para viver.

O Evangelho das imagens | IMAGENS |
«Tende cuidado; não vos deixeis enganar.»

Valter Hugo Mãe: «Estou à espera de que as palavras me dêem a alma»
«Tendemos a fazer uma coleção de palavras, que «querem pertencer-se umas à outras»; «a aspiração da escrita é chegar a uma completude»; «ficamos convencidos durante que estamos salvos, e ao fim de 10 minutos voltamos à estaca zero»; «a utopia do escritor é fazer com que uma obra nos consuma»; «as palavras querem ser histórias».

— Agenda para hoje —

Lisboa
Sessão de autógrafos: “A mística do instante”
José Tolentino Mendonça
Livraria Almedina (Saldanha)
18h00

Lisboa
Debate: As curvas do mundo
Francisco Seixas da Costa, Jaime Nogueira Pinto
Casa-Museu Medeiros e Almeida
21h30-23h00
Entrada livre

Anúncios