«A poesia é um observatório para o mistério, um promontório sobre o silêncio de Deus»

«A Igreja não pode nunca dissociar-se da experiência poética do seu tempo. Pelo contrário, nos criadores a Igreja encontra sempre aliados, quer sejam cristãos poetas, quer sejam de outras proveniências. (…) A poesia devolve a palavra como linguagem original. Nesse sentido, ela interessa muito à liturgia, à teologia e a vivência das comunidades porque restaura a força revelatória que a palavra tem, torna-a uma transparência, uma epifania. E isso é algo que as comunidades cristãs precisam como de pão para a boca.» Continuar a ler…

Anúncios