Portugal: Que escolhas, que destino?

Para bem ou para mal, para bem e para mal, Portugal é hoje uma sociedade politizada. Saibamos converter o negativo em positivo. Saibamos equacionar, por nós, os nossos próprios problemas. Saibamos redimensionar-nos à nossa autêntica medida que, bem vistas as coisas, nem é demasiado grande nem demasiado pequena, tendo em vista a nossa real projeção no mundo histórico globalmente considerado. Saibamos descobrir os tesouros das nossas terras e das nossas gentes sem deixarmos essas tarefas a estrangeiros: tesouros de uma relativa riqueza material, climática principalmente, mas, sobretudo, tesouros de bondade, de generosidade, de universalidade, de dedicação que uma prática chatineira de séculos só em parte ocultou. Continuar a ler…

Anúncios