“A ilha e o verbo”: Palavra e comunicação nos 50 anos de padre do cónego António Rego

«A nossa aproximação a Deus – a Jesus Cristo em concreto – dá-se mais pela via do afeto que pelas vias legais ou legalistas. Perdemos tempo de mais à procura dele, no labirinto das leis (…) Há grandes monumentos ao divino no pátio dos gentios.» «O jornalismo que exerço é direcionado, está ao serviço de uma comunicação específica: sobre Deus, o transcendente, os mistérios, o Cristianismo, a Igreja, o homem no seu todo.» Palavras do cón. António Pereira Rego, 73 anos, anterior diretor do Secretariado Nacional das Comunicações Sociais e conhecida figura do panorama audiovisual da Igreja católica em Portugal, no ar todos os domingos, na TVI, a seguir à missa, com o programa “Oitavo dia”. Os 50 anos de ordenação presbiteral que assinala em 2014 estão na base do livro “A ilha e o verbo” (ed. Paulinas), constituído por uma grande entrevista conduzida pelo diretor da Agência Ecclesia, Paulo Rocha, bem como por textos da autoria do sacerdote açoriano e, ainda, algumas fotografias. Leia um excerto do volume e veja algumas das imagens. Continuar a ler (com imagens)…

Anúncios