Papa Francisco critica católicos uniformistas, que levam ideologias para a Igreja e que se aproveitam dela

O papa Francisco sublinhou hoje, no Vaticano, a importância da unidade dentro da Igreja, tema do Evangelho proclamado nas missas de hoje, e censurou as pessoas que dizem pertencer a ela mas «estão com um pé dentro» e «outro fora». «Para estas pessoas, a Igreja não é a sua casa, não a sentem como própria. Para elas é um aluguer», vincou Francisco na homilia da missa a que presidiu, revela a Rádio Vaticano. Francisco mencionou três grupos de pessoas que se reservam a possibilidade de estar «dentro e fora», começando por «aqueles que querem que tudo seja igual na Igreja», ou seja, os «uniformistas». As críticas de Francisco estenderam-se depois aos «“alternativistas”», que querem impor as suas ideias: «Eu entro na Igreja, mas com esta ideia, com esta ideologia. E assim a sua pertença à Igreja é parcial». O terceiro grupo é composto pelos «“vantagistas”», pessoas que «se dizem cristãs mas não entram de coração na Igreja»: «Procuram as vantagens e vão à Igreja, mas por vantagem pessoal, e acabam a fazer negócios na Igreja». Continuar a ler…

Anúncios