Papa Francisco acolheu casais e disse-lhes que matrimónio cristão deve ser fiel, perseverante e fecundo

O papa Francisco acolheu hoje no Vaticano quinze casais que celebram 25, 50 e 60 anos de casamento, tendo frisado que as características do matrimónio cristão, à semelhança da relação que Cristo tem com a Igreja, são a fidelidade, perseverança e fecundidade. Para o papa, «a vida matrimonial deve ser perseverante», porque, de contrário, «o amor não pode avançar»: «A perseverança no amor, nos momentos belos e nos momentos difíceis, quando há problemas, problemas com os filhos, problemas económicos, problemas aqui, problemas ali». O terceiro traço do matrimónio é a fecundidade, que no entanto pode ser posta à prova quando os filhos não chegam, apesar das tentativas; o que «não agrada» a Deus são os casamentos estéreis por escolha do casal, frutos de uma «cultura do bem-estar». Continuar a ler…

Anúncios