Quando a floresta se espalha pela abadia

Durante duas semanas de abril, à noite, a abadia de Saint-Ouen, em Rouen, França, transformou-se numa imensa floresta graças à instalação vídeo e áudio denominada “Gothique frémissant” (“Gótico fremente”). Concebido pela escultora Françoise Jolivet e pelo cineasta Roy Lekus, a apresentação de 12 minutos foi inspirada numa monumental alameda de tílias, em forma de catedral, criada há cerca de 200 anos e entretanto classificada. Durante dois anos, fotógrafos amadores retrataram a alameda a todas as horas do dia e em todas as estações. As imagens foram depois processadas num equipamento que as reuniu em intervalos de um segundo e lhes conferiu uma transição fluida. A seguir, foram adaptadas às formas dos arcos e pilares da abadia. As cores evoluem, passando da bruma ao sol, da chuva à neve. O movimento dado pela natureza a uma arquitetura portadora de sentido contribui para alterar os limites espaciais e mentais convencionais. Continuar a ler (com vídeos e imagens)…

Anúncios