Papa Francisco reza no Memorial do Holocausto: «Quem és, homem? Em que te tornaste? De que horror foste capaz?»

Um dos principais momentos do terceiro e último dia da visita do papa Francisco à Terra Santa, nesta segunda-feira, foi a visita ao Yad Vashem, em Jerusalém, monumento à memória das vítimas do Holocausto. Francisco percorreu a pé o perímetro do edifício, depositando depois uma coroa de flores no interior do monumento, tendo começado o discurso por citar um excerto do livro do Génesis: «Neste lugar, memorial da “Shoah”, ouvimos ressoar esta pergunta de Deus: “Adão, onde estás?».«Nesta pergunta está toda a dor do Pai que perdeu o filho. O Pai conhecia o risco da liberdade; sabia que o filho poderia perder-se; mas talvez nem sequer o Pai poderia imaginar uma tal queda, um tal abismo», disse Francisco. Diante da «tragédia incomensurável do Holocausto», o grito «onde estás?» ecoa «como uma voz que se perde num abismo sem fundo», frisou o papa, que a seguir perguntou: «Homem, quem és? Já não te reconheço. Quem és, homem? Em que te tornaste? De que horror foste capaz? O que é que te fez cair tão baixo?». Continuar a ler…

Anúncios