Nova revista “Cáritas” assinala primeiro aniversário

O número 4 da revista “Cáritas” assinala o primeiro aniversário do lançamento da segunda série, assumindo-se como um «fórum de diálogo e partilha da ação social em Portugal». «Não sendo, pela sua periodicidade, um meio de atualidade», a publicação quadrimestral da Cáritas Portuguesa, vendida ao preço de 2 euros (assinatura anual a 5 euros), apresenta-se «como um instrumento para “ajudar a pensar”». A edição abre com uma entrevista a João Lobo Antunes, para quem «um princípio ético não deve ter uma assinatura de direita ou de esquerda, ou mais conservador ou mais liberal». Há pessoas para quem a revolta em relação à doença persiste, ou que a depressão é intratável. Há quem chegue a uma tranquilidade de aceitação, sobretudo da morte libertadora. Aí a fé é muito importante, as pessoas que têm fé numa vida para além desta enfrentam isto com outra tranquilidade», aponta. Álvaro Laborinho Lúcio escreve sobre “Justiça e cidadania”, vincando que «importa não cair no erro de reconduzir o valor da eficácia a uma visão meramente utilitarista da justiça e, muito menos, no de pretender induzi-lo apenas a interesses de natureza económica». Continuar a ler…

Anúncios