Igreja católica distingue “O Novo Testamento de Jesus Cristo segundo João” e “O coelho e o veado” no IndieLisboa

O prémio principal, no valor de dois mil euros, divididos em partes iguais pelos Secretariados Nacionais da Pastoral da Cultura e das Comunicações Sociais, foi entregue aos cineastas portugueses Joaquim Pinto e Nuno Leonel, realizadores de “O Novo Testamento de Jesus Cristo segundo João”. Tendo como protagonista o ator e encenador Luís Miguel Cintra, que lê o Evangelho joanino, o filme de 129 minutos, concluído em 2013, «recoloca a palavra e a imagem em campo aberto», assinala a declaração do júri, lida na cerimónia. «Para além do despojamento com que nos chegam, estas imagens e estas palavras são em si o justo peso e a rigorosa medida de si próprias e da sua possibilidade nesse espaço aberto, vital, que se estende diante de cada um de nós», aponta o texto. Pela primeira vez, a Igreja atribuiu o prémio Árvore da Vida a um filme que concorreu ao IndieJúnior, secção dedicada aos mais novos que visa contribuir para a sua formação através de uma experiência artística e lúdica. A distinção, no valor de mil euros, foi atribuída ao cineasta húngaro Péter Vácz pela animação “O coelho e o veado”. Continuar a ler (com vídeos)…

Anúncios