«A fé não é uma ideologia» e o cristianismo é «confiança», diz Paula Moura Pinheiro

A jornalista Paula Moura Pinheiro considera que «a fé não é uma ideologia» e «o cristianismo não é uma construção cerebral»: «É anterior ao intelectual, é uma confiança. Total». A convicção é testemunhada na entrevista publicada na edição desta quarta-feira do “Igreja viva”, semanário digital da arquidiocese de Braga, em que Paula Moura Pinheiro afirma que não há «muitos crentes» no meio jornalístico e entre os criadores intelectuais e artísticos. «Por todo o país temos gente fantástica, uma nova geração muito comprometida, claro que com posições acesamente críticas sobre o que se passa e muito críticas por a cultura não ser nunca uma prioridade. Mas independentemente dessa leitura crítica, não adotam uma posição derrotada nem demissionária», realça. A conversa centrou-se também na importância da mulher dentro da Igreja e da sociedade: «Se me pergunta se eu acho que as mulheres deverão poder ser ordenadas, respondo-lhe que não é o tipo de assunto que me preocupe pessoalmente. Mas, salvo raríssimas excepções, não gosto de interdições, muito menos baseadas no género sexual». Continuar a ler…

Anúncios