Sophia de Mello Breyner: Missa na Capela do Rato marca trasladação para o Panteão Nacional

A trasladação dos restos mortais da poetisa Sophia de Mello Breyner Andresen (1919-2004) para o Panteão Nacional, marcada para 2 de julho, vai incluir a celebração de missa na Capela do Rato, em Lisboa, revela a agência Lusa. Segundo o semanário Expresso, a trasladação a partir do cemitério de Carnide, na capital, passa depois pela Assembleia da República. José Tolentino Mendonça dedica a mais recente coluna que assina no Expresso a “O Cristo cigano”, livro que, sustenta, foi lido «equivocadamente» como «”a superação da religiosidade cristã” na obra de Sophia de Mello Breyner». Há «uma passagem do poema III (intitulado “Busca”) que parece corroborar a ideia de rutura», com palavras «intensíssimas», como «eu te renego», «eu não te pertenço», aponta o sacerdote, que pergunta: «Estará Sophia a romper decididamente com o paradigma cristão?». Um dos argumentos que o diretor do Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura refere para responder negativamente reside no «subtil fenómeno de intertextualidade» que “Cristo Cigano” mantém com a Bíblia. Continuar a ler…

Anúncios