É novo » 20.1.2014

Além do estilo de condomínio?
Alguns interrogam-se se não nos falta um pouco daquela admiratio/contemplatio que outrora suscitava as grandes questões sobre as nossas origens: o que é o ser, o homem, Deus, a alma ou a imortalidade? Muitas delas refiguradas no profícuo pensamento literário e filosófico que os nossos antenatos nos legaram. Ainda somos herdeiros desse tempo metafísico rico – não obstante as posições céticas! De algum modo hoje procuramos ainda um horizonte que suscite o desejo de perguntar “o que é o homem para te lembrares dele, o filho do homem para com ele te preocupares?” (Sl 8,5). E “quem dizem os homens que eu sou?” (Mc 8); ou ainda pelo timbre de Álvaro Campos: “Tive um passado? Tenho um presente? Terei um futuro? Sem dúvida” (in “Poemas”) que há aqui metafísica e doxologia quanto baste! No fundo, três modos de questionar o fundamento das coisas: o Temor, a Fé e a Dúvida. Três afeições teo-lógico-humanas!

Arvo Pärt sobre o Canto Gregoriano | ÁUDIO |
Para Pärt, como nos revelam as suas composições e as suas palavras, a música é um mistério elementar ao qual nos devemos aproximar reverente e silenciosamente. Paradoxalmente, a música apenas pode florescer no silêncio, tem origem e ressoa no silêncio, e o ouvinte, tanto quanto o compositor, deve possuir um espírito tranquilo. Ainda que agitado, o seu espírito, deve, num sentido mais profundo, permanecer sereno, ou seja, receptivo à influência das musas, ou da graça. A graça responde pela beleza construída pelo homem; sempre que há beleza no trabalho humano, aí opera a graça. Quer seja a graça sobrenatural ou o dom das capacidades latentes na natureza humana, Deus fala-nos através da Arte nas suas mais elevadas manifestações, tanto quanto a Arte possa ser considerada um ninho para os Evangelhos, uma tradução das tonalidades mais obscuras do mistério nas tonalidades mais brilhantes do sentimento e conhecimento humanos, uma companheira de scientia na obra da pregação de Cristo.

Papa Francisco visitou paróquia do centro de Roma: Fotogaleria | IMAGENS |
São perdoados até os pecados que precisam de uma camioneta para serem transportados; a fé é a chave do sucesso na vida: Estas foram algumas das ideias principais que o papa Francisco deixou este domingo à tarde durante a missa a que presidiu na paróquia de Sacro Cuore a Castro Pretorio, em Roma. Debaixo da chuva, que o papa definiu como «uma bênção», centenas de pessoas reuniram-se à porta da quarta paróquia visitada por Francisco após a eleição, a primeira no centro da capital italiana, refere a Rádio Vaticano. Francisco encontrou-se com 60 pessoas sem abrigo, e a seguir com uma centena de jovens refugiados, recordando que a Igreja assinalou no domingo o 100.º Dia Mundial do Migrante e Refugiado. Depois, falou com crianças recentemente batizadas e com esposos casados há pouco tempo.

O que significa ser hoje discípulo do Cordeiro de Deus?
«Nós, cristãos, devemos fazer isto: colocar no lugar da malícia, a inocência; no lugar da força, o amor; no lugar da soberba, a humildade; no lugar do prestígio, o serviço.» «Ser discípulos do Cordeiro significa não viver como uma “fortaleza assediada”, mas como uma cidade colocada sobre o monte, aberta, acolhedora, solidária.» «Quer dizer não assumir atitudes de fechamento, mas propor o Evangelho a todos, testemunhando com a nossa vida que seguir Jesus torna-nos mais livres e mais alegres.» Na oração do Angelus a que presidiu este domingo no Vaticano, o papa Francisco falou sobre o Evangelho proclamado nas missas, centrado na figura de Cristo como Cordeiro de Deus.

O Evangelho das imagens | IMAGENS |
Podem os companheiros do noivo jejuar, enquanto o noivo está com eles? Enquanto têm o noivo consigo, não podem jejuar.

— Agenda para hoje —

Porto
Seminário de História “Espiritualidade, culto e devoções”
“Sacramentum Natalis Domini: História, celebração e teologia do Natal numa perspetiva genética”
Universidade Católica (polo da Foz)
18h00
Para saber mais: Pastoral da Cultura

Coimbra
Colóquio: Proximidade e distância do Divino nos “Hinos Tardios” do poeta alemão F. Hölderlin
Frederico Lourenço
Biblioteca Geral da Universidade de Coimbra (Sala de S. Pedro)
21h30
Organização: TEAR (Tecer a Espiritualidade com a Arte e a Reflexão)

Anúncios