É novo » 15.1.2014

Três apelos aos cristãos
Na conjunção do evangelho e do homem, da fé e da dimensão antropológica, joga-se hoje o futuro da fé cristã. Se houve e existe um fracasso, é o da transmissão, da «tradição» da fé, mas o antídoto consiste apenas no restabelecimento do primado do evangelho e da escuta do humano. Num período em que tudo está posto em causa – a concepção da relação com o seu corpo, com o outro sexo, com o sofrimento, com o tempo, com a natureza … – é necessário elaborar respostas de sabedoria que digam quem é o ser humano e como se pode humanizar mediante uma qualidade de vida pessoal e de convivência.

Solidariedade nas empresas: Perspetiva cristã para gestores e trabalhadores
Quem permanece na empresa não pode deixar de sentir-se interpelado, não pode deixar de preocupar-se com o que poderá fazer para ir ao encontro de quem é despedido. Antes de tudo, seria necessário assegurar uma proximidade sincera e cordial, para que a exclusão do trabalho não fosse uma premissa para uma exclusão social ainda mais dolorosa e mais grave. Depois, penso em formas concretas de solidariedade e de atenção para apoiar economicamente quem foi expulso da atividade laboral. No entanto, não podemos esquecer-nos de que em alguns setores subsistem e perduram formas de corporativismo que protegem e tutelam amplamente quem faz parte da corporação, fornecendo tutelas e privilégios a estes trabalhadores. Mas tais proteções não estarão em contradição, e muito claramente, com o clima global de recessão que atinge e penaliza a maior parte dos trabalhadores? Já para não referir que muitas destas proteções e tutelas chegam a impedir que outros trabalhadores – sobretudo os jovens – entrem nesse sistema.

Cristãos não devem ser legalistas e a fé não pode ser um peso, sublinha papa Francisco
O papa Francisco alertou esta terça-feira, no Vaticano, para os comportamentos hipócritas ou legalistas que distanciam as pessoas da fé, tendo também criticado os «cristãos corruptos». Nas suas pregações, Jesus «ensinava como quem tem autoridade, e não como os escribas», que «ensinavam, pregavam, mas atavam as pessoas com muitas coisas pesadas às costas, e a pobre gente não podia avançar», afirmou na homilia da missa a que presidiu, refere a Rádio Vaticano. «Quantas vezes o povo de Deus não se sente querido por parte daqueles que devem dar testemunho: dos cristãos, dos leigos cristãos, dos padres, dos bispos… “Mas, pobre gente, não percebe nada… Deve fazer um curso de teologia para perceber bem”», ironizou o papa.

CTT preparam emissões filatélicas sobre Beato Bartolomeu dos Mártires, Diocese do Funchal e Rota das Catedrais | IMAGENS |
Os cinco séculos do nascimento do Beato D. Bartolomeu dos Mártires, da criação da Diocese do Funchal e da embaixada ao papa Leão X por parte do rei D. Manuel I, que se assinalam em 2014, constituem algumas das emissões filatélicas que os CTT vão lançar este ano. Na agenda dos Correios de Portugal está também a continuação do tema “A Rota dos Catedrais”, que em 2014 termina o percurso por todas as sés de Portugal. No que diz respeito às edições, está prevista a publicação dos livros “A Rota das Catedrais” e “Santos e Beatos de Portugal”, entre outros volumes, associados às respetivas emissões filatélicas. Em 2013 os CTT propuseram várias emissões relacionadas com o cristianismo: “Missões Católicas em África” e uma nova série da “Rota das Catedrais”. A emissão dedicada ao “Natal”, lançada anualmente, teve numa das versões o logótipo do Ano da Fé, que terminou em novembro. Foram ainda assinalados os 500 anos da Santa Casa da Misericórdia de Braga e os nove séculos da Ordem de Malta.

Teólogos juntam-se a Departamento de Física e Astronomia para debater neurociência, teologia e filosofia
Fé, razão e progresso científico debatidos em contexto interdisciplinar é a proposta do ciclo de conferências “Quem é o homem? Entre neurociência, teologia e filosofia”, que vai decorrer na cidade italiana de Pádua entre 6 e 27 de março. A iniciativa é organizada pela Faculdade de Teologia do Triveneto, em parceria com o Departamento de Física e Astronomia da Universidade de Pádua, que acolherão alternadamente as conferências. Que «estímulos» oferecem estas novas capacidades «para repensar a ética e o próprio significado do ser humano? A teologia e a filosofia são desafiadas por uma aproximação que coloca de maneira completamente nova antigas interrogações sobre a liberdade, o agir moral, a fé, envolvendo um amplo espetro de saberes». O propósito dos encontros passa igualmente por «mostrar a possibilidade de um diálogo frutuoso entre disciplinas aparentemente distantes, se não mesmo – na perceção comum – contrapostas».

S. Félix de Nola: Da tortura à pobreza, passando pelo deserto
S. Félix de Nola foi uma testemunha da mudança de época devida ao edito do imperador romano Constantino, em 313, que concedeu a liberdade de culto aos cristãos. Até então, os mártires que a comunidade cristã conservava na memória tinham dado a sua vida nas perseguições. Depois de 313, começou a pensar-se noutro tipo de dom radical da existência pelo Evangelho: o retiro do mundo. Por isso, os monges e eremitas tornaram-se os “modelos”. S. Félix é recordado como mártir, ainda que não tenha sido morto, e confessor (confessou publicamente a fé), mas também fez a experiência do deserto. Por isso, representava para a sua comunidade a síntese de todas as formas de santidade possíveis.

A Igreja em Portugal e no mundo: síntese de 14.1.2014
Portugal, EUA, Vaticano, Lituânia, Síria, Itália, Bangladesh, Vietname, Sudão do Sul, República Centro-Africana e China estão hoje nas notícias da Igreja católica. Os temas: santuários, ordenações, preces pela paz, igrejas de portas abertas, diálogo entre católicos e judeus, jogos de azar, álcool, Facebook, bancarrota e Batismo, entre outros.

O Evangelho das imagens | IMAGENS |
De manhã, muito cedo, levantou-se e saiu. Retirou-se para um sítio ermo e aí começou a orar. Simão e os companheiros foram à procura dele e, quando o encontraram, disseram-lhe: «Todos Te procuram». Ele respondeu-lhes: «Vamos a outros lugares, às povoações vizinhas, a fim de pregar aí também, porque foi para isso que Eu vim». E foi por toda a Galileia, pregando nas sinagogas e expulsando os demónios.

— Agenda para hoje —

Lisboa
Colóquio: O Papa Francisco e o inquérito sobre a Família
Alfredo Teixeira, Emília Nadal
Centro de Reflexão Cristã (Rua Castilho, 61 – 2.º dt.º)
18h30
Entrada livre

Anúncios