É novo » 12.1.2014

Religiões estão a ganhar segunda hipótese de vida nas sociedades secularizadas
As religiões estão a ganhar «uma segunda hipótese na vida dos indivíduos nas sociedades secularizadas, devido ao desencanto em relação à vida», considera o padre José Tolentino Mendonça. «Mesmo as grandes obras da humanidade sabem a pouco se não houver mais nada. Ficam aquém desta fome e desta sede que habitam o coração humano», defende o diretor do Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura em entrevista publicada este sábado no semanário “Expresso”. A adesão a uma crença não implica o condicionamento da liberdade, sustenta: «Ficamos com a ideia de que a religião é uma espécie de açaime, uma domesticação do indivíduo. É o seu contrário. O que nós vemos nos percursos religiosos mais autênticos é uma intensificação dessa própria rebeldia e um questionamento». «Às vezes pensamos na religião como uma possibilidade de anulação da razão. Pelo contrário, a religião é um grande espaço de racionalidade», salienta, acrescentando que a crença precisa do «diálogo com a razão, embora sejam, de facto, dimensões diferentes».

Papa critica padres que preferem a vaidade e os negócios à oração, e pergunta: Se não tivermos Cristo, o que daremos às pessoas?
«Nós somos ungidos pelo Espírito Santo, e quando um sacerdote se distancia de Jesus Cristo pode perder a unção. Na sua vida, não: essencialmente tem-na… mas perde-a. E em vez de ser ungido, acaba por ser untuoso. E quanto mal fazem à Igreja os padres untuosos! Aqueles que colocam a sua força nas coisas artificiais, na vaidade.» «Quando as pessoas veem os padres – para dizer uma palavra – idólatras, que em vez de terem Jesus têm os pequenos ídolos… pequenos… alguns até devotos do “deus Narciso”… Quando as pessoas veem isto, dizem: “Coitado!”» O papa Francisco criticou este sábado, no Vaticano, os padres mais interessados na vaidade e nos negócios, que correm o risco de perderem a unção recebida no dia da sua ordenação e passarem a serem «untuosos», tendo vincado que nada terão a dar às pessoas se não mantiverem uma relação próxima com Cristo na oração.

O Evangelho das imagens | IMAGENS |
Então, abriram-se os céus e Jesus viu o Espírito de Deus descer como uma pomba e pousar sobre Ele. E uma voz vinda do céu dizia: «Este é o meu Filho muito amado, no qual pus toda a minha complacência».

Papa Francisco agradece aos benfeitores da Comissão para a Colaboração Cultural com as Igrejas Ortodoxas
O papa Francisco expressou neste sábado o seu «vivo agradecimento» aos benfeitores que têm apoiado o Comité Católico para a Colaboração Cultural com as Igrejas Ortodoxas e as Igrejas Ortodoxas Orientais. O organismo, criado pelo papa Paulo VI antes do termo do Concílio Vaticano II (1962-1965), «ontem como agora, com a ajuda de generosos benfeitores, distribui bolsas de estudo a clérigos e leigos, provenientes das Igrejas Ortodoxas e das Igrejas Ortodoxas Orientais, que desejam completar os seus estudos teológicos em instituições académicas da Igreja Católica, e apoia outros projetos de colaboração ecuménica». No encontro com os membros do Conselho de Administração do comité, o papa saudou igualmente os estudantes que concluem os seus cursos teológicos em Roma: «A vossa permanência entre nós é importante para o diálogo entre as Igrejas de hoje e sobretudo de amanhã».

— Agenda para hoje —

Priscos, Braga
Presépio vivo
Espaço com cerca de 30 mil m2, 600 participantes e mais de 60 cenários referentes às culturas egípcia, judaica e romana
14h30 – 18h00
Para saber mais: Presépio ao vivo de Priscos

Sobreda, Almada
Música: Encontro de Coros
Coro da Catedral de Lisboa, Coro da Universidade Católica, Coro Paroquial de Nossa Senhora do Livramento da Sobreda.
Igreja matriz
15h00
Entrada livre

Estoril, Cascais
Música: Concerto das Janeiras
Coro Vox Laci
Igreja da Boa Nova
17h00
Entrada livre

Lisboa
Música: Ciclo de Ano Novo
Grupo Coral da Portela, Grupo Vocal Discantus
Seminário Maior de Cristo Rei (Olivais)
17h00

Porto
Música: Ciclo de Concertos “Natal na Invicta”
Concerto para Órgão e Orquestra op. 4 Nº 1 (Handel), Gloria em RéM (Vivaldi)
Coro de Câmara InvictusEnsemble, Orquestra de Câmara da Maia
Igreja Senhora da Conceição
17h00

Lisboa
Música: Concerto de Reis
Coro da Universidade de Lisboa
Igreja do Rato
18h00
Entrada livre

Lisboa
Música: Ciclo de missas para coro uníssono e órgão
Monodia XXI (Sérgio Silva, órgão; Fernando Pinto, direção)
Festa do Batismo do Senhor
Jean Langlais (1907-1991): Missa in Simplicitate
Igreja de S. Tomás de Aquino
19h30

Anúncios