É novo » 4.1.2014

Evangelho anuncia-se com «doçura», «fraternidade» e «amor», e não com «bastonadas inquisitoriais», afirma papa Francisco
O papa Francisco frisou esta sexta-feira que o anúncio da mensagem cristã deve ser feito com suavidade, sem recorrer à violência, e sublinhou que «uma fé autêntica implica sempre um profundo desejo de mudar o mundo». «Penso agora na tentação, que talvez possamos ter, e que muitos têm, de ligar o anúncio do Evangelho com bastonadas inquisitoriais, de condenação. Não, o Evangelho anuncia-se com doçura, com fraternidade, com amor», afirmou na homilia da missa a que presidiu na igreja de Jesus, em Roma, pertente aos Jesuítas. «Eis a pergunta que devemos colocar-nos: também nós temos uma visão e um impulso grandes? Também nós somos audazes? O nosso sonho voa alto? O zelo devora-nos? Ou somos medíocres e contentamo-nos com as nossas programações apostólicas de laboratório?», questionou.

O Evangelho das imagens | IMAGENS |
«Naquele tempo, estava João Batista com dois dos seus discípulos e, vendo Jesus que passava, disse: «Eis o Cordeiro de Deus». Os dois discípulos ouviram-no dizer aquelas palavras e seguiram Jesus.»

“História religiosa de Portugal” e “Dicionário de História Religiosa de Portugal” disponíveis para consulta gratuita
Os três volumes da “História Religiosa de Portugal” e os quatro do “Dicionário de História Religiosa de Portugal”, editados pelo Círculo de Leitores entre 2000 e 2002, estão agora disponíveis na internet, após vários anos esgotados. As obras, com responsabilidade científica do Centro de Estudos de História Religiosa, foram digitalizadas pela instituição, ficando agora acessíveis, gratuitamente, no repositório institucional da Universidade Católica Portuguesa. Conheça os temas principais estudados em cada uma das obras.

«Devemos formar o coração. De outro modo, formamos pequenos monstros», disse papa a superiores de congregações
«A Igreja deve ser atrativa. Acordai o mundo. Sede testemunhas de um modo diferente de fazer, de agir, de viver», pediu o papa Francisco aos membros da União dos Superiores Gerais dos Institutos Religiosos Masculinos. Na conversa que decorreu a 29 de novembro, no Vaticano, o papa dirigiu um aviso aos formadores dos seminários: «Devemos formar o coração. De outro modo, formamos pequenos monstros». «Cometeremos sempre erros, não tenhamos dúvidas. Mas isto não deve travar-nos, porque há o risco de cometer erros maiores», apontou Francisco, salientando que a Igreja deve sempre «pedir perdão e olhar com muita vergonha para os insucessos apostólicos causados pela falta de coragem». «É preciso conhecer a realidade pela experiência, dedicar tempo para ir à periferia, para conhecer verdadeiramente a realidade e a vida das pessoas»; caso contrário, prevalecem «abstrações ideológicas e fundamentalistas», o que «não é saudável».

A Igreja em Portugal e no mundo: síntese de 3.1.2014
Papa doa 3,6 milhões de euros para reduzir dívida da Jornada Mundial da Juventude no Rio de Janeiro | Papa determina revisão das normas que estipulam relações entre ordens religiosas e bispos diocesano | Jornada de oração por Bento XVI assinala primeiro aniversário da renúncia | «Primaveras» do Médio Oriente podem dar lugar a «teocracias», adverte arcebispo | Igreja: 22 operadores pastorais foram mortos no ano de 2013 em todo o mundo, quase o dobro de 2012.

O tapete monumental do coro da catedral de Notre Dame de Paris | IMAGENS |
Oito anos de fabrico, quase 200 metros quadrados: um dos menos conhecidos tesouros da catedral parisiense de Notre Dame, o tapete monumental do coro, vai ser exposto precisamente nessa sé de 6 a 10 de janeiro, e de 13 a 17 do mesmo mês. Tecido de 1825 a 1833, o tapete de 25 por oito metros, com perto de duas toneladas, foi oferecido à catedral em 1841 pelo rei Luís Filipe, por ocasião do batismo do seu neto. Feixes de trigo, videiras, uvas, pedras preciosas e objetos litúrgicos compõem o desenho da peça, que tem uma grande cruz como motivo principal.

— Agenda para hoje —

Porto
Colóquio: Guilherme de Faria
Para saber mais: Pastoral da Cultura

Tavira
Presépio vivo
Baixa da cidade
10h00 – 13h00

Lisboa
Música: Concerto de Natal
Coro Regina Coeli de Lisboa
Música de Britten, Carrapatoso e outros autores
Palácio Foz (Restauradores)
16h00
Entrada livre

Covilhã
Música: Canto das Janeiras
Canto das Janeiras, Missa e Presépio Vivo
Igreja da Misericórdia
17h00

Lisboa
Música: Concerto de Natal
Coro do Teatro Nacional de São Carlos
Natal de Elvas; Adeste Fideles; Christnacht (Friedrich Heinrich Himmel); Psaume 150 (César Franck); L’Adieu des Bergers à la Sante Famille, oratório A Infância de Cristo (Hector Berlioz); 6. A la Nanita Nana (Música tradicional sul-americana); Die heilige Nacht (Franz Gruber); Cantique de Noel (Adolphe Charles Adam); White Christmas (Irvin Berlin); Deck the Halls! (Canção tradicional de Natal); Jingle Bells (James Lord Pierpont)
Museu do Oriente
17h00
Preço: 5,00 €

Porto
Música: Ciclo de Concertos “Natal na Invicta”
Música do séc. XX
André Pires, órgão
Igreja Senhora da Conceição
17h00

Lisboa
Missa com Canto Gregoriano
Igreja de S. José (Largo da Anunciada)
17h30

Reguengos de Monsaraz
Música: Concerto de Reis
Grupo Coral da Freguesia de Monsaraz
Junto ao Presépio
18h00

Priscos, Braga
Presépio vivo
Espaço com cerca de 30 mil m2, 600 participantes e mais de 60 cenários referentes às culturas egípcia, judaica e romana
20h00 – 23h00
Para saber mais: Presépio ao vivo de Priscos

Porto
Música: Concerto de Reis
Ensemble Vocal Pro Musica
Igreja paroquial do Bonfim
21h30

Grândola
Música: Concerto de Natal
Coro da Paróquia de Grândola
Igreja matriz
Entrada livre

Anúncios