É novo » 23.12.2013

A lição do presépio
Afinal, o que nos narra a presépio que encontramos aqui e ali nas praças ou nas igrejas, ou aquele que nós próprios construímos nas nossas casas? O nascimento de uma criança de um casal pobre, uma família em viagem, para a qual não havia lugar nem sequer na estalagem. Todavia, àquela gruta, àquele recém-nascido chegam muitos pobres: pastores, donas de casa, habitantes dos povoados, e chegam com presentes para o menino pobre, enfaixado, que tem por berço uma manjedoura de estrebaria. É portanto o presépio que nos convida a fazer o mesmo. Se gostamos de o ver, se o construímos para estar em festa, então que se refaça o mesmo movimento: ir ao encontro de quem precisa e gratuitamente dar a quem não pode retribuir. E para os cristãos, o presépio torna-se profecia. Aquela criança na manjedoura, com efeito, também disse, como Messias e Juiz: «Tudo o que tiverdes feito a um destes pobres que são meus e vossos irmãos, a mim o fizestes».

O “duplo Natal” do papa Francisco, batizado a 25 de dezembro
O dia de Natal é particularmente significativo para o papa Francisco: Jorge Mario Bergoglio foi batizado a 25 de dezembro de 1936, uma semana após o nascimento. Bergoglio nasceu no bairro Flores, de Buenos Aires, às 17h10 de 17 de dezembro de 1936. A celebração do Batismo decorreu não longe do local do nascimento, na basílica Maria Auxiliadora e S. Carlos Borromeu, no bairro Almagro. Foi precisamente nesta basílica em que, no ano anterior, também no fim de dezembro, casaram Mario Giuseppe Francesco Bergoglio e Regina Maria Sivori, pais do papa Francisco.

Calendário de Advento: Para uma audição teológica: As Antífonas do Ó | VÍDEO |
A organização do tempo ritual, nas Igrejas cristãs, tendeu a fixar-se em diferentes ciclos preparatórios das grande festividades. Assim, dentro do tempo do Advento desenvolveu-se um ciclo interior de proximidade ao dia de Natal. De 17 de Dezembro até dia 23, toma lugar a recitação ou o canto vespertino das célebres antífonas do «Ó», expressão enfática da expectativa messiânica bíblica que o cânone do canto romano veio a sublinhar com o extraordinário desenvolvimento melismático sobre esse monossílabo (Ó): Ó Sabedoria do Altíssimo; Ó Chefe da casa de Israel; Ó Rebento da raiz de Jessé; Ó Chave da casa de David; Ó Sol nascente; Ó Rei das nações; Ó Emanuel. Começamos com a recriação de “O Sapientia” na composição de Bob Chilcott. Cultivando harmonias muito reconhecíveis, a antífona vai-se adensando até à plena expansão e regressa ao repouso, terminando num agregado sonoro que não tem direção, nem resolução… é o tempo aberto ao que o pode preencher.

Anúncios