É novo » 16.11.2013

«Nenhum cabelo da vossa cabeça se perderá»: Comentário às leituras de Domingo
«Nenhum cabelo da vossa cabeça se perderá.» E, porém, depois do nosso nascimento, muitos se perderam. É mais uma prova de que não se pode entender estas expressões literalmente. Eis, assim, uma primeira lição do texto: este género de discurso não deve ser tomado à letra porque não foi redigido para predizer o futuro de maneira exata. Ele foi escrito para nos ajudar a ultrapassar as provações do presente. O núcleo da mensagem é: o que for que vos aconteça, não temais. Há outra conclusão a tirar das palavras de Jesus: não vos apoieis em falsos valores. O templo é um bom exemplo: restaurado por Herodes, ampliado, embelezado, coberto de dourados, era magnífico; mas também faz parte deste mundo que passa… É igualmente inútil procurar nas palavras de Jesus dados precisos sobre as datas ou as modalidades do Reino. Quer se trate da ressurreição da carne, na sua resposta aos saduceus, no domingo passado, quer se trate do fim dos tempos, este domingo, Ele não revela nada de exato.

Pedro Mexia intervém em encontro sobre cinema e espiritualidade cristã
O escritor Pedro Mexia é o convidado do primeiro de “Sete Encontros Itinerantes” sobre Cinema, Arquitetura, Música, Dança, Teatro, Pintura e Literatura que vão ser realizados em 2013/14 pelo Instituto Universitário Justiça e Paz, de Coimbra. O antigo subdiretor da Cinemateca Portuguesa vai falar esta segunda-feira sobre o filme “Des Hommes et des Dieux”, de 2010, dirigido pelo cineasta Xavier Beauvois. A iniciativa “Sete Encontros Itinerantes”, organizada pelo grupo Tear (Tecer a Espiritualidade com a Arte e a Reflexão), visa «realizar o cruzamento espiritualidade-arte-reflexão sob orientação de um convidado ou um conjunto de convidados».

Vaticano organizou primeiro encontro para padres em missão junto de deputados parlamentares
O Vaticano organiza esta quinta e sexta-feira, em Roma, o primeiro encontro dos sacerdotes em missão junto de deputados parlamentares, com a presença de 42 capelães de vários países. “A pastoral dos responsáveis políticos. O acompanhamento espiritual e a promoção do bem comum » é o tema da iniciativa promovida pelo Pontifício Conselho Justiça e Paz. O presidente daquele organismo, cardeal Peter Turkson, acentuou a necessidade de «maior compromisso da Igreja em relação aos responsáveis políticos», nomeadamente no campo «intelectual» e «espiritual». «É preciso ajudar os políticos cristãos a realizarem um discernimento racional sobre o bem comum; mas ao mesmo tempo é necessário também alimentar a sua esperança e coragem», frisou.

Anúncios