É novo » 2.9.2013

Neutralizações salomónicas do humano (II)
A única autoridade existente no mundo é “autoridade universal dos que sofrem” (J.B. Metz). É este o paradigma e o critério da teologia cristã. É impossível continuar a anunciar uma esperança camuflada e douradamente revestida. Se ainda existe uma consciência crente, ela é uma consciência ética que reflete a consciência de Cristo na sua relação justa com Abbá-Deus capaz de libertar o humano de todas as escravidões. Não podemos continuar somente preocupados com a recuperação do sacro litúrgico, de celebrar devotamente os santos mistérios, a multidão eufórica das JMJ 2013 gritando por um Jesus multifunções e multifacetado, quando o corpo de Cristo, que é a humanidade inteira presente no corpo eucarístico eclesial, e neste caso os humanos da Síria, continuam todos os dias a ser espezinhados por inércia, por silêncios cautelosos e prudentes (!) das chamadas consciências democráticas e religiosas do mundo civilizado.

Papa Francisco anuncia jornada de jejum e oração pela paz na Síria e no mundo
O papa anunciou este domingo uma jornada de jejum e oração pela paz na Síria, Médio Oriente e em todo o mundo, a decorrer este sábado, 7 de setembro, na vigília do dia em que a Igreja católica assinala a festa do nascimento da Virgem Maria. O papa convidou os cristãos não católicos, fiéis de outras religiões e «pessoas de boa vontade» a envolverem-se nesta jornada, e solicitou a todas as Igrejas particulares (dioceses) para organizarem celebrações litúrgicas em comunhão com este encontro. Francisco condenou o uso das armas químicas na Síria e falou do «juízo de Deus» e da «história».

Anúncios