É novo » 12.6.2013 (2.ª edição)

Jornada Nacional da Pastoral da Cultura: inscrições abertas

Três prioridades para a Igreja: recuperar o essencial da vida humana, dar testemunho, ser pobre
«Recuperar o contacto com a densidade elementar e biográfica da existência humana, com todas as suas limitações, ambiguidades e tensões, deveria ser uma das preocupações centrais do testemunho cristão: das formas de vida e de celebração, de organização, de criação artística e de pensamento. Para tal, precisaríamos de abandonar chavões grandiloquentes, moralismos fáceis, paternalismos irrelevantes, falsos consensos, boas intenções que, no fundo, nem acolhem a força transformadora do Evangelho, nem recolhem a riqueza da Tradição eclesial, nem enfrentam o concreto da realidade, com as suas ambiguidades e promessas.» A perspetiva do teólogo jesuíta José Frazão Correia, um dos conferencistas da próxima Jornada da Pastoral da Cultura, que a 21 de junho debate em Fátima o tema “Culturas Juvenis Emergentes”.

Anúncios