É novo » 11.6.2013

Jornada Nacional da Pastoral da Cultura: inscrições abertas

Juventude e cidadania: entre o “cara” e o “careta”
Júlio Machado Pais, sociólogo, um dos conferencistas na próxima Jornada Nacional da Pastoral da Cultura, dedicada ao tema “Culturas Juvenis Emergentes”: «Contra o regime “careta” de estar na vida (dominado pelos “coroas”) há jovens que reivindicam novas experiências de vida, implicando ser “descarado” — isto é, atuar com atrevimento, com imprudência até, “metendo” ou “dando a cara”, “escancaradamente”. (…) Não devemos atentar apenas nos atributos (epigramas) que caracterizavam o modo tradicional e abstrato de encarar a cidadania (direitos, responsabilidades, obrigações, prerrogativas, etc.) fortemente ancorados a um “referencial adultocêntrico”. Quando pensada por referência aos jovens, a cidadania não deve estar apenas vinculada ao discurso da “integração”, passando ao lado do reconhecimento da diversidade”. Ou seja, importa também explorar os movimentos juvenis de expressão cultural, sem esquecer os sentimentos de pertença e as subjetividades que se investem nas relações de sociabilidade.» 

Festival Jota: alternativa cristã para a juventude regressa com música, espiritualidade e natureza | VÍDEOS + IMAGENS |
A sexta edição do Festival Jota, iniciativa dirigida à juventude que oferece espiritualidade, música, natureza e oficinas didáticas, vai decorrer de 19 a 21 de julho na Serra da Estrela, naquele que é um regresso ao local onde nasceu. O evento criado pelo padre Jorge Castela, da diocese da Guarda, pode ser considerado uma alternativa cristã aos festivais de verão que propõem música, descontração e convívio, elementos que não vão faltar na vila de Paul, a 20 km da Covilhã, e a que se juntam a espiritualidade cristã e as oficinas didáticas. A organização propõe fazer do Festival uma ocasião para reunir os jovens de todo o país que não podem participar na próxima Jornada Mundial da Juventude, no Rio de Janeiro, encontro que decorre de 23 a 28 de julho. Conheça o programa e os artistas.

Universidade Católica organiza jornadas sobre “Vozes e silêncios femininos na vida religiosa”
O Centro de Estudos de História Religiosa da Universidade Católica Portuguesa realiza a 28 e 29 de junho as Jornadas de Estudo “Vozes e silêncios femininos na vida religiosa”. O encontro pretende «discutir a problemática da voz feminina na vida religiosa dos universos cristãos e de outros universos religiosos em interface com o cristianismo, da Idade Média à contemporaneidade», refere a nota de apresentação da iniciativa. Os conferencistas vão analisar temas como “O corpo e a voz nas cantadeiras dos ‘anos áureos do fado’ como reformulações da religiosidade” e “Aspetos do discurso religioso de Maria de Lourdes Pintasilgo: a experiência da fé e o papel das mulheres no cristianismo”.

Igreja e complexo da Senhora da Boa Nova ganham prémio internacional “Habitar o Mediterrâneo” | IMAGENS + VÍDEO |
A igreja da Senhora da Boa Nova, no Estoril, concelho de Cascais, que integra o complexo arquitetónico com o mesmo nome, venceu a terceira edição do Prémio “Abitare il Mediterraneo” (Habitar o Mediterrâneo), organizado em Itália. O conjunto concluído em 2010 por Filipa Roseta Vaz Monteiro e Francisco Vaz Monteiro (Roseta Vaz Monteiro Arquitetos) ganhou a secção competitiva destinada às novas construções. O prémio, que na terceira edição foi dedicado ao tema “A arquitetura religiosa para a integração cultural”, destina-se «aos profissionais que, através do seu trabalho, ideias e entusiasmo, incidem na transformação da sociedade no Mediterrâneo, promovendo o diálogo intercultural e interétnico».

“Laranjas e Ginetes”: poesia e orações de Federico García Lorca
“Laranjas e Sinetes” propõe em formar de sarau uma breve seleta de poemas do espanhol Federico García Lorca (1898-1936), que inclui uma “Ode ao Santíssimo Sacramento do Altar” e orações a Santa Lúcia e São Lázaro. «Diremos de coração alguns, outros leremos, uns em português, outros em espanhol», acompanhados por «uma ou outra canção», convida o texto de apresentação da iniciativa dirigida por Miguel Loureiro, um dos intervenientes na próxima Jornada Nacional da Pastoral da Cultura, que a 21 de junho reflete em Fátima sobre as “Culturas Juvenis Emergentes”.

Nossa Senhora de Fátima: análise à imagem “verdadeira” desvenda quase 100 anos de história | VÍDEO |
Ao fim de quase cem anos de exposição pública, a figura original da Virgem deixa a Capelinha das Aparições para ser submetida ao primeiro grande exame ao seu estado de conservação. Baixa à terra, às mãos de cientistas, de físicos e químicos que investigam cada milímetro de uma das imagens mais vigiadas e veneradas do planeta. Feita em 1920, pelo santeiro José Ferreira Thedim, a imagem foi concebida a partir de indicações do padre Formigão, o primeiro a interrogar os pastorinhos sobre as Aparições de Fátima. Nos anos 50, porém, o mesmo escultor viria a alterá-la. A pretexto da necessidade de reavaliar o estado da peça, Thedim retirou-lhe as pequenas sandálias que inicialmente usava, simplificou-lhe as vestes, afilou-lhe o rosto. Tinha falado com a irmã Lúcia e permitiu-se uma revisão artística. Em rigor, a “verdadeira” imagem já não existe. Mas isso, na verdade, não importa mesmo nada.

“Génesis”: Sebastião Salgado escreve carta de amor ao planeta Terra | IMAGENS |
Uma carta de amor ao nosso planeta, “escrita” não com as letras do alfabeto mas com as imagens: eis as novas fotografias de Sebastião Salgado, reveladas num preto e branco de tons acentuados, que mostram a beleza da Terra no seu esplendor primordial. É desta forma que o jornal do Vaticano, “L’Osservatore Romano”, qualifica as imagens do fotógrafo brasileiro patentes na exposição “Genesis” [Génesis], que Roma acolhe em estreia mundial, juntamente com o Rio de Janeiro, Londres e Toronto. «Mas mais ainda, [as fotografias] são um gesto de confiança no planeta e no homem», apesar dos estragos e abusos «indiscriminados» que, progressivamente, ameaçam «habitats naturais inteiros, colocando em risco espécies animais e vegetais».

Anúncios