É novo » 7.6.2013

Jornada Nacional da Pastoral da Cultura: inscrições abertas

Amar a Deus nos lugares da sua ausência: José Frazão Correia na Jornada Nacional da Pastoral da Cultura
Esta será hoje a nossa primeira ascese, o limiar abaixo do qual a nossa fé não pode descer – viver plenamente o próprio presente, habitar criativamente o próprio lugar, realizando, assim, todas as nossas capacidades humanas. Sem fugas. Sem desculpas. Hoje, mais do que nunca, percebemos que a criação e a existência nos são realmente confiadas. Pela disponibilidade dos nossos sentidos, pela criatividade da nossa inteligência, pela obra das nossas mãos, poderemos fazer de maneira que o nosso tempo dê e se dê à luz. Como gesto de amor. Como ato de criação. Não sozinhos, mas com outros que, sendo, por vezes, tão diferentes, tão estranhos, vivem, igualmente, entregues à mesma graça e à igual tarefa que a vida é.

Jornada Nacional da Pastoral da Cultura: João Rafel Brites dá o melhor de si para despertar o melhor dos outros [ VÍDEO ]
Dar o melhor de si para despertar o melhor dos outros: esta é a motivação de João Rafael Brites, um dos intervenientes na próxima Jornada Nacional da Pastoral da Cultura, que a 21 de junho debate, em Fátima, o tema “Culturas Juvenis Emergentes”. Com o projeto “Transformers”, que resume no vídeo abaixo apresentado, João Rafael Brites é um dos exemplos do que podem ser os jovens no Portugal de hoje, na convicção de que «o essencial é invisível aos olhos». De um lado, a mobilização de capacidades adquiridas no contexto da expressão artística contemporânea, com o convite dirigido a dezenas de “mentores” para partilharem voluntariamente os seus conhecimentos. Do outro lado estão os jovens que beneficiam de ensinamentos, oportunidades e autoestima. Uma mensagem de determinação e esperança para um tempo de crise.

Centro de Cultura Católica abre matrículas para Curso Básico de Teologia
O Centro de Cultura Católica, no Porto, abriu as matrículas para o Curso Básico de Teologia, projeto com um plano curricular distribuído por três anos, em regime rotativo, que faculta uma formação teológico-pastoral de nível médio. A formação, acessível a quem possua pelo menos o 12.º ano de escolaridade, compreende a lecionação nas áreas da Filosofia, Psicologia, Pedagogia, Sagrada Escritura, História da Igreja, Direito Canónico, Teologia Fundamental, Dogmática, Moral e Pastoral.

Paciência, alegria, testemunho, política, segurança e risco: Papa Francisco segundo coautora de “Conversas com Jorge Bergoglio” | IMAGENS |
«Um pastor», respondeu Jorge Bergoglio quando Francesca Ambrogetti lhe perguntou qual devia ser o perfil do novo Papa. Ela é coautora da única biografia do argentino que estava publicada em março. Testemunho é uma palavra importante para compreender este Papa. «Há uma forma de fazer teologia com a própria vida. É a mensagem maior neste mundo, onde há uma grande distância entre o que se diz e o que se faz. A sua atitude já é uma mudança», defende a autora. Dar testemunho, saber ouvir, dar e receber são ideias recorrentes. Bergoglio fala da «cultura do encontro humano», que implica uma atitude permanente de procurar «o que o outro tem para dar». O conselho de cardeais vindos de todo o mundo que Francisco formou para o aconselharem sobre a reforma da Cúria, o governo da Igreja Católica, «é uma mudança que parte dessa vontade de escuta”, afirma Ambrogetti.

“O Rei”, “Mãe de Deus”: dois sonetos de Fernando Pessoa
O Rei, cuja coroa de oiro é luz/ Fita do alto do throno os seus mesquinhos./ Ao meu Rei coroaram-O de espinhos/ E por throno Lhe deram uma cruz.

O dia em que o cardeal Bergoglio multiplicou os alimentos
Tive a oportunidade de entrevistar Bergoglio em diversas ocasiões e circunstâncias, mas num momento em que abundam os episódios de quem afirma que o conheceu muito bem, a minha é realmente uma contribuição mínima. Posso só dizer que uma vez o vi multiplicar os alimentos, como fez Jesus com os pães e os peixes. Foi em outubro de 2012. Aquele pequeno milagre ficou-nos gravado no coração. O homem de hoje que ocupa o sólio de Pedro tinha visto e preenchido uma necessidade, enquanto ninguém se tinha dado conta.

Anúncios