É novo » 30.3.2013

Preces de Sexta-feira Santa
Por este mundo que sofre/ à espera da libertação/ por esta terra angustiada/ em tempos que não são de paz/ pelas vítimas da guerra e da discriminação racial/ por aqueles que inesperadamente são vítimas/ das calamidades naturais ou da maldade humana/ por todos os que morrem nas estradas/ e os que, de uma maneira ou de outra,/ se acham em perigo.// Tu que queres a felicidade/ e não a desgraça daqueles que amas/ ordena a violência que em nós transborda/ converte o ódio dos nossos corações/ em tolerância e em respeito pela diferença/ nós to pedimos/ por Jesus Cristo, o único inocente/ e pelo Espírito, o advogado da nossa fraqueza.

Resposta de Deus diante do mal não é o silêncio mas a cruz da misericórdia, diz papa Francisco
«Por vezes parece que Deus não responde ao mal, que permanece em silêncio. Na realidade Deus falou, respondeu, e a sua resposta é a cruz de Cristo: uma palavra que é amor, misericórdia, perdão», sublinhou. «Deus julga-nos amando-nos. Se acolho o seu amor, sou salvo; se o recuso, sou condenado, não por Ele mas por mim mesmo, porque Deus não condena; Ele só ama e salva».

Acompanhar o recolhimento de Sábado Santo com a arte contemporânea: música | VÍDEO |
Karlheinz Stockhausen (1928-2007): Stimmung (1968).

A Cruz como sabedoria
Os próprios seguidores não tinham a certeza de que aquela existência viesse a interessar a alguém para lá do círculo das pessoas que sentiram dolorosamente a sua morte, e tacteavam agora os contornos da inédita insurreição de uma Presença, num misto de embaraço e de desabalada esperança. O que parecia insignificante para o mundo ganhava para eles, nesses dias, uma incalculável significação, que mal cabia ainda sequer nas suas palavras e conceitos. Na tímida aventura humana que então construíam, individualmente ou em comunidade, Jesus emergia de forma paradoxal e cada vez mais clara como impressivo motor de sentido.

Acompanhar o recolhimento de Sábado Santo com a arte contemporânea: escultura | IMAGENS |
No espaço esvaziado do altar, a artista colocou uma cruz de ferro negro, simples e directa. Um barra vertical minimal, onde pousa um braço horizontal que apresenta nas extremidades duas mãos: uma fechada, outra aberta. O sofrimento carnal, de um lado; a abertura e a dádiva, do outro. A tensão iniludível entre a dor e a entrega, o sofrimento e o amor, o sacrifício e o dom. A Luta é, dizia Miguel de Unamuno, a essência do cristianismo. Entre corpo e espírito, fragilidade e força, peso e leveza, oração e acção… Experiência permanente de tensão.

Primeira via sacra em Roma presidida pelo papa Francisco: excertos
No mundo de hoje, existem muitos «Pilatos» que, nas suas mãos, detêm as rédeas do poder e usam-nas ao serviço dos mais fortes. Muitos são aqueles que, fracos e covardes face a estas correntes de poder, empenham a sua autoridade ao serviço da injustiça e espezinham a dignidade do homem e o seu direito à vida. Também hoje o mundo se curva a realidades que procuram expulsar Deus da vida do homem, como o laicismo cego que sufoca os valores da fé e da moral em nome duma suposta defesa do homem, ou o fundamentalismo violento que toma como pretexto a defesa dos valores religiosos.

Acompanhar o recolhimento de Sábado Santo com a arte contemporânea: cinema | VÍDEO |
Xavier Beauvois (1967): Dos homens e dos deuses (2010).

Programação religiosa e inspirada no cristianismo na RTP, SIC, TVI e Renascença até à Páscoa
Celebrações católicas, reportagens e filmes inspirados no cristianismo marcam a programação das televisões RTP, SIC e TVI entre Sexta-feira Santa e domingo de Páscoa, o mesmo acontecendo com a Renascença, emissora católica portuguesa. São mais de 20 transmissões, a que se junta a oferta dos canais por subscrição paga.

Lançamento da Obra Completa do Padre António Vieira

Anúncios