É novo » 26.3.2013

A Paciência
Tanto os que semeiam os campos, como os que depositam sementes nos corações, deveriam primeiro ter formado a alma na paciência. Pois a paciência, ao revelar o escondido processo de germinação da vida, também torna claro que é essa a única forma de cuidar bem dela, de a entender até ao fim, de acompanhá-la, passo a passo, com esperança.

Gonçalo Ribeiro Telles, «Um Homem de Serviço»: revsta “Nova Cidadania” homenageia arquiteto
«Gonçalo Ribeiro Telles – Um Homem de Serviço» é o tema do dossier da mais recente edição da revista “Nova Cidadania”, que apresenta 35 páginas com perto de 20 testemunhos. António Barreto evoca o «humanista, lutador, militante católico e defensor de uma sociedade civil forte e autónoma», que se notabilizou por ser «sempre independente e livre». Diogo Freitas do Amaral lembra que o arquiteto «foi sempre o mesmo, antes e depois de 25 de abril de 1974: um português patriota, um monárquico convicto, e um democrata exemplar». Mário Soares sublinha que Ribeiro Telles é admirado «pela sua obra, pela sua verticalidade, pela sua coragem, por tudo o que fez», mas mais do que prezar a sua obra, há por ele «um enorme afeto, pela pessoa humana que é».

Carla Chambel diz “Para o Zé”, de Adélia Prado | VÍDEO |
Eu te amo, homem, hoje como/ toda vida quis e não sabia,/ eu que já amava de extremoso amor/ o peixe, a mala velha, o papel de seda e os riscos/ de bordado, onde tem/ o desenho cômico de um peixe – os/ lábios carnudos/como os de uma negra./ Divago, quando o que quero é só dizer/ te amo.

Confiar é a única saída
Jesus nunca pecou, mas os evangelhos dizem-nos que experimentou muitas tentações. Certamente que a maior de todas chegou perto do fim, quando os seus apóstolos desertaram, parecendo não ter aprendido nada do que ele lhes tentou ensinar. A tentação do desespero deve ter sido tremenda. Mas mesmo deixado a morrer sozinho, Jesus não desesperou e não voltou atrás. Confiou-se inteiramente às mãos do seu Pai e seguiu para a morte.

Anúncios