É novo » 15.1.2013

Jornadas de Estudos Teológicos refletem sobre “Celebrar e viver a vida – Mistério, ação, vida”
“Celebrar e viver a fé – Mistério, ação, vida” é o tema das 34.ªs jornadas organizadas pela Faculdade de Teologia (Lisboa) da Universidade Católica Portuguesa, que decorrem entre 20 e 22 de fevereiro.”A centralidade do Mistério Pascal”, “Liturgia e inculturação”, “Comunicação / linguagens”, “A celebração nas origens cristãs”, “A ação celebrativa na reforma litúrgica”, “Celebração litúrgica e estética”, “Eucaristia e vida moral”, Alegria e festa na celebração” e “Da contemplação na liturgia” constituem os títulos de algumas das intervenções. Consulte o programa.

Catecismo da Igreja Católica revisitado no DVD “Esta é a nossa fé” | VÍDEO |
A Paulus lançou este mês o DVD “Esta é a nossa fé”, que pretende tornar-se um «bom subsídio de divulgação dos conteúdos do Catecismo da Igreja Católica», lançado há 20 anos. Os conteúdos, preparados com o aconselhamento do Instituto de Formação Cristã do patriarcado de Lisboa, «são destinados aos cristãos católicos em geral, com um foco especial na juventude», explica uma nota enviada ao Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura. O filme de 84 minutos, à venda por 12 euros, está dividido em quatro partes e segue o esquema do Catecismo: “Em que acreditamos”, “Como celebramos os mistérios cristãos?”, “Como Vivemos? e “Como Rezamos?”. O DVD, de que apresentamos excertos, recolhe depoimentos de bispos, teólogos, formadores e catequistas, padres e leigos portugueses.

Crentes e não-crente debatem «desafios do tempo presente»
O padre Constantino Gonçalves Alves, ao serviço da diocese de Setúbal, José Ernesto Cartaxo, presidente do Instituto Bento de Jesus Caraça, e o pastor evangélico António Costa Barata debatem no próximo domingo os «desafios do tempo presente». O sacerdote, pertencente ao Instituto Religioso dos Filhos da Caridade, é atualmente responsável pela paróquia do Bairro da Bela Vista, em Setúbal. José Ernesto Cartaxo, apresentando no cartaz do encontro como «não crente», passou pelo Conselho Nacional e Comissão Executiva da central sindical CGTP-IN e presidiu à Assembleia Municipal de Vila Franca de Xira.

Faculdade de Teologia organiza peregrinações à Terra Santa acompanhadas pelo diretor
A Faculdade de Teologia da Universidade Católica Portuguesa vai organizar três “Peregrinações à Terra Santa no Ano da Fé”, acompanhadas pelo diretor da instituição e especialista em estudos bíblicos, P. João Lourenço. «Conhecer a Terra de Israel é um desafio profundamente motivador, não só pelo enriquecimento histórico que nos proporciona, mas fundamentalmente pela experiência vivencial e espiritual que uma peregrinação nos faculta. Terra de ‘Memória, Conflito e Esperança’, a Terra Santa é, em si, um corredor de culturas, de identidades e de espiritualidades sem paralelo no mundo. Percorrer os seus recantos, trilhar as suas estradas, sentir a sua diversidade leva-nos a olhar o mundo de outra forma», escreve o docente em guia da sua autoria.

Bento XVI batizou 20 crianças | IMAGENS |
Onze meninas e nove meninos receberam este domingo o baptismo, o primeiro dos sete sacramentos, em celebração presidida por Bento XVI na Capela Sistina, Vaticano. Filhas de empregados da Santa Sé, os novos cristãos estavam acompanhadas pelos pais, madrinhas e padrinhos, a quem o Papa afirmou: «O céu está aberto também sobre as vossas crianças, e Deus diz: estes são os meus filhos, filhos da minha complacência». Os pais, sublinhou Bento XVI, são chamados a fazer crescer os filhos «numa amizade cada vez mais profunda», numa sociedade que «com frequência considera fora de moda e do tempo aqueles que vivem da fé em Jesus».

O mal: uma difícil questão
Como é que o mal deixa de ser o irreparável? Quando aproveitamos o contexto de mal para um acontecimento doutra ordem. Quando deixamos apenas de perguntar: «Porque é que isto me aconteceu?». E investimos antes as nossas forças criadoras a decidir: «Como é que devo reagir vitalmente a isto que aconteceu?».

“Guia para um final feliz”: saber olhar o futuro com esperança após a perda, ausência e frustração | IMAGENS + VÍDEO |
Construir de forma consistente uma obra que se debruce sobre um dos maiores e mais comuns problemas que afligem a nossa sociedade – a capacidade de lidar com a perda, a ausência e a frustração – está longe de ser uma tarefa fácil. Mas foi a que assumiu o realizador David O. Russell ao propor-se simultaneamente retratar, convidar à reflexão e divertir os espetadores com a adaptação ao cinema do romance “Silver Linings Playbook” de Matthew Quick (2008). Do ímpeto de evasão à procura dos paliativos mais imediatos, do desmoronamento à reconstrução da relação a dois, da dúvida e do pessimismo à convicção e à esperança em melhores dias, tudo começando no princípio de que é de dentro de nós que parte a solução, eis um filme que de forma suave é capaz de tocar questões importantes que fazem parte do nosso dia-a-dia – questões nossas ou dos que nos rodeiam.

Anúncios