É novo » 10.12.2012

«Nunca nos podemos esquecer do enriquecimento que os outros enquadramentos proporcionam à vida fé», diz arcebispo de Braga
O arcebispo de Braga, D. Jorge Ortiga, acentuou este sábado a importância que a Igreja deve dar às correntes de pensamento que não estão explicitamente alinhadas com o catolicismo. «Nunca nos podemos esquecer do enriquecimento que os outros enquadramentos proporcionam à vida da fé», afirmou. «Não só não podemos ignorar o diferente como devemos fazer com que a fé suscite novas maneiras de ver a vida», acrescentou o prelado, anterior presidente da Conferência Episcopal Portuguesa. «Ouvir e dar a interpretação é um caminho novo que suscita o encontro com Cristo na arte, na música, no desporto, na economia, na literatura», pelo que «urge estar presente e permitir que a luz do Evangelho faça resplandecer novas formas de celebrar o humano», sustentou.

Portugal precisa de mais «alma», «esperança» e «competência», considera diretor da Pastoral da Cultura
O padre e poeta José Tolentino Mendonça, diretor do Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura, afirmou esta sexta-feira que a crise económica e social que atinge Portugal pede pessoas com coragem. «Hoje, a nossa sociedade precisa de mulheres e homens cheios de esperança, sabedoria, competência, que sintam que esta hora, precisamente em parece que tudo se esvazia e tudo soçobra, é a hora para ter mais alma, para nos agarrarmos uns aos outros e darmos sentido e força àquilo que vivemos», sublinhou. O responsável disse ainda que não é contra o consumo na época natalícia mas frisou que ele está ao serviço de uma realidade mais essencial: «É preciso perceber que mais importante que os presentes é a presença, que mais importante do que aquilo que se compra e se vende é o dom».

“RevelAr-Te”: Igreja Católica leva perspetiva cristã do cinema ao centro da cidade
Mostrar a perspetiva cristã sobre filmes marcantes da história do cinema num espaço referencial de uma das maiores cidades portuguesas é um dos objetivos do “RevelAr-Te”, que começa esta terça-feira em Almada. «Por escolha deliberada não fazemos este ciclo num salão paroquial nem num colégio católico, mas naquela que é, talvez, a principal sala da programação cultural da Câmara Municipal de Almada», o Fórum Romeu Correia, explicou ao Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura o padre Pedro Quintella, mentor da iniciativa. «Reconhecemos na arte do cinema essa grande capacidade de revelar e dizer a presença de Deus», realçou o sacerdote.

Exposição assinala 20 anos de carreira de Oscar Casares
Aliar a arte à solidariedade é um dos objetivos da exposição “Artes de Mãos Dadas”, inaugurada a 8 de dezembro no Museu Pio XII, em Braga, para assinalar os 20 anos de carreira do artista plástico bracarense Oscar Casares. O museu dedicado à arqueologia e à arte sacra acolhe fatos de alta costura, joalharia e pintura. No âmbito da arte de inspiração cristã realizou todo o trabalho pictórico na igreja de Frei Aleixo, em Évora (2001-2002), executou, a convite de uma diocese portuguesa, o “Último Retrato Oficial de Sua Santidade O Papa João Paulo II” (2004), patente na exposição, e realizou o painel “Salve Regina” no altar da cripta do Santuário do Sameiro, em Braga (2005-2006). Também executou todos os quadros do Centro Internacional da Ordem dos Carmelitas (Fátima, 2007-2008), pintou “The Eucharisty” para a Ordem Secular Beneditina (Brasil, 2009), “Santa Maria de Serra Clara”, para a mesma instuição (2009) e “A História da Natividade”, patente no mosteiro de São Martinho de Tibães, em Braga (2011). As suas obras estão presentes em mais de 300 coleções privadas espalhadas pelo mundo.

Exposição: Coincidência dos opostos”
Nas superfícies vemos surgir a profundidade: este é um dos traços que passa pela exposição “Coincidência dos opostos”, patentes até 30 de dezembro na Galeria Silo, em Matosinhos. João Sarmento, no quinto ano de formação na Companhia de Jesus, propõe-se refletir «sobre o problema da simultaneidade aparência/realidade, Interior/Exterior, forma/conteúdo», explica em texto enviado ao Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura. Antes de entrar para os Jesuítas, frequentou a Escola Soares dos Reis, no curso de produção artística, e a Faculdade de Belas Artes do Porto. «A minha ligação à produção de escultura e desenho tem vindo a manter-se (claro que de forma bem mais moderada por falta de tempo)», refere. A mostra apresenta alguns dos «trabalhos recentes» criados «propositadamente» para a exposição», composta por mais de uma dezena de pinturas e desenhos, no piso superior da galeria, e uma instalação no piso inferior.

Cada dia pode e deve ser Natal
Não podemos transformar e degradar o Natal numa festa de inútil desperdício, numa manifestação assinalada pelo fácil consumismo: o Natal é a festa da humildade, da pobreza, do despojamento do Filho de Deus, que vem para nos dar o seu infinito Amor; deve portanto ser celebrada com autêntico espírito de partilha, de comparticipação com os irmãos, que têm necessidade da nossa ajuda afetuosa. Deve ser uma etapa fundamental para a meditação sobre o nosso comportamento para com o “Deus que vem”; e este Deus que vem podemos encontrá-lo numa criança indefesa que chora; num doente que sente faltarem-lhe inexoravelmente as forças do próprio corpo; num ancião, que depois de ter trabalhado durante toda a vida, se encontra de facto marginalizado e tolerado na nossa sociedade moderna, baseada sobre a produtividade e sobre o êxito.

Santuário de Fátima inaugurou exposição “Ser, o segredo do Coração”
“Ser, o segredo do Coração” é a exposição temporária que o Santuário de Fátima inaugurou a propósito da segunda das seis aparições da Virgem Maria aos pastorinhos, em junho de 1917. Os seis núcleos proporcionam «uma narrativa que leva o visitante a fazer uma experiência, ora sensorial, ora reflexiva, acerca da temática do Imaculado Coração de Maria», tratada nas vertentes histórica, teológica e espiritual através de vários documentos e obras artísticas». As três peças concebidas propositadamente para a mostra convivem com espólio histórico-artístico do Museu do Santuário, Arquivo da Diocese de Leiria-Fátima, coleções particulares e acervos de várias instituições religiosas e culturais.

Sé de Aveiro prepara Natal com música | ÁUDIO |
A sé de Aveiro vai acolher durante o Advento, tempo de preparação para o Natal, três concertos de música sacra, com entrada gratuita. O primeiro, organizado pela paróquia de Nossa Senhora da Glória, decorre esta quarta-feira, 12 de dezembro, às 19h00, com o Coro e Orquestra do Conservatório Calouste Gulbenkian, revela uma nota enviada ao Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura.

— Agenda para hoje —

Padre Tolentino Mendonça apresenta coleção “Santos e Milagres na Idade Média Portuguesa”
O padre José Tolentino Mendonça apresenta a 10 de dezembro, em Lisboa, a coleção “Santos e Milagres na Idade Média Portuguesa – Textos e cultura da pré-nacionalidade”. Além do diretor do Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura estarão presentes na sessão D. Nuno Brás, bispo auxiliar de Lisboa, em representação do cardeal-patriarca, D. José Policarpo, e o reitor da Universidade de Lisboa, António Sampaio da Nóvoa. «São textos de deslumbrante vivacidade e qualidade literária, traduzidos com o maior rigor científico, que farão o leitor curioso (vi)ver o quotidiano com outros olhos».

Apresentação do livro “Frei Bento Domingues e o incómodo da coerência”
Maria José Morgado, magistrada do Ministério Público, Guilherme d’Oliveira Martins, presidente do Centro Nacional de Cultura e do Tribunal de Contas, e Luís Osório apresentam a 10 de dezembro, o livro “Frei Bento Domingues e o incómodo da coerência”. «Uma das suas grandes preocupações é a de um mundo sem violência, um mundo de tolerância, de solidariedade e de paz. Por isso se interessa e promove o diálogo intercultural e inter-religioso, considerando que “esse diálogo é um imperativo para todos aqueles que procuram a paz”». O volume de homenagem ao religioso e teólogo dominicano contém depoimentos de figuras públicas, como Mário Soares, Maria Barroso e Clara Pinto Correia, de que adiantamos alguns excertos.

Anúncios