É novo » 3.12.2012

Advento: tempo para compreender uma presença
O significado da expressão “advento” inclui também o de “visitatio” que, simples e propriamente, quer dizer “visita”; neste caso, trata-se de uma visita de Deus: Ele entra na minha vida e quer dirigir-se a mim. Na existência quotidiana, todos nós vivemos a experiência de ter pouco tempo para o Senhor e pouco tempo também para nós. Terminamos por ser absorvidos pelo “fazer”. Não é porventura verdade que com frequência é precisamente a atividade que nos possui, a sociedade com os seus múltiplos interesses que monopoliza a nossa atenção? Não é talvez verdade que dedicamos muito tempo à diversão e a distrações de vários tipos? Às vezes, a realidade “arrebata-nos”. O Advento, este tempo litúrgico forte que estamos a começar, convida-nos a refletir silenciosamente para compreender uma presença.

Uma pátria, tantos mundos: escultor José Rodrigues na revista “Humanística e Teologia” | VÍDEO |
«Uma noite, em pleno PREC, telefonaram-lhe a dizer: Ó Zé, rebentaram a nossa Árvore’. José Rodrigues tinha saído da Cooperativa uma hora antes e regressou de imediato para ver os estragos causados pela bomba colocada por mãozinha da ‘reação’. A Árvore estava derrubada no meio do deserto da noite, mas a seiva ainda circulava em alguns ramos. Era necessário proteger esses ramos sobreviventes. Alguns dias depois José Rodrigues arrastava-se pela rua, ainda abalado pelo sucedido, e perto do jardim de S. Lázaro um carro parou ao seu lado. Assustou-se. Tem ideia que era um carro prateado. E se não era devia ser porque para nesta história fica bem um carro prateado. A janela abriu-se e um braço saiu por ela como um ramo: ‘Toma, Zé, e coragem… ‘. Era alguém que não conhecia, ou não reconheceu, e que lhe confiou assim, inesperadamente, um primeiro donativo para a reconstrução da Árvore.» A revista “Humanística e Teologia”, publicada pela Faculdade de Teologia da Universidade Católica Portuguesa (Porto) lançou recentemente uma edição dedicada ao escultor José Rodrigues.

O Anjo do Advento
«Venha o teu anjo abrir de novo estas portas/ ao anúncio da vida pura e repentina/ que eleva os nossos dias mesmo baços/ à altura da promessa». Poema de José Tolentino Mendonça, desenho de Rui Aleixo e proposta de atividade para as crianças com as famílias.

Bento XVI recebeu e elogiou artistas itinerantes | IMAGENS |
Bento XVI recebeu este sábado os participantes na peregrinação dos artistas e agentes do «espectáculo viajante», promovida no âmbito do Ano da Fé, que a Igreja Católica está a assinalar até 24 de novembro de 2013. Milhares de circenses, profissionais de feiras de diversões, manipuladores de fantoches, músicos, grupos folclóricos e pintores de rua, entre outros, marcaram presença no encontro. No discurso que proferiu depois de acariciar duas crias de leão, o papa afirmou que «a alegria dos espectáculos, o gozo recreativo do jogo, a graça das coreografias e o ritmo da música constituem um caminho imediato de comunicação para o diálogo com pequenos e grandes, suscitando sentimentos de serenidade, alegria e concórdia».

“Abre um parêntesis no teu dia”: 20 minutos para encontrar Deus à hora de almoço
A Comunidade de Vida Cristã (CVX) propõe às quartas-feiras vinte minutos de oração em Lisboa, onde não havia a oferta «de um ponto de encontro com Deus à hora do almoço, no meio da rotina e do trabalho». «Sentimos falta de um momento de paragem, silêncio e espiritualidade». O encontro começa com música ambiente, antecedendo a leitura de um dos textos bíblicos proclamados nas missas do dia, seguindo-se a apresentação de três propostas de oração baseadas no trecho escutado, intercaladas com espaços de silêncio.

Jornadas de Teologia debatem “O Ano da Fé nos 50 anos do Concílio”
“O Ano da Fé nos 50 anos do Concílio” é o tema das Jornadas de Teologia que decorrem no Porto de 7 a 10 de janeiro. “Transmitir e propor a fé: encruzilhadas e desafios”, “Leitura da situação religiosa dos portugueses” e “Fé e Ética na Cultura de hoje” são algumas das conferências propostas pela Faculdade de Teologia da Universidade Católica Portuguesa. Conheça o programa.

«Maior presépio do mundo em movimento»: sete mil peças, 30 voluntários, 16 horas de trabalho diário | VÍDEO |
O «maior presépio do mundo em movimento» já recebeu 50 mil visitantes em S. Paio de Oleiros, concelho da Feira, onde em dois mil metros quadrados reúne cerca de sete mil peças montadas por mais de 30 voluntários. A estrutura, equipada com sensores de movimento, para as peças entrarem em funcionamento só quando há visitantes no recinto, começou a ser decorada em maio para que em novembro e dezembro não se verificassem percalços nas diferentes salas do percurso. «Dedico ao presépio centenas de horas por ano, nem sei bem dizer quantas, e quase todas as peças são feitas por mim, a não ser parte dos motores ou algum acessoriozito que tenha que comprar».

Anúncios