É novo » 21.11.2012 (2.ª edição)

Clausura: uma atração irresistível | IMAGENS |
«Estimado leitor: Neste livro, que escrevi para ti, vais conhecer um pouco da minha vida e como Deus agiu em mim para eu ser o que sou hoje, uma monja de clausura. Isto é algo que parece estranho aos olhos de muitos. E é estranho e paradoxal também para mim, que fui ateia convicta e estive afastada da Igreja durante anos. Nunca teria imaginado vir a ser monja. E se alguém mo dissesse, rir-me-ia.» Na data em que a Igreja assinala o Dia das Monjas de Clausura, recordamos o testemunho da irmã Raquel Silva.

Clarissas e a clausura: «As coisas do mundo dizem-nos tão pouco…»
Pela primeira vez em 37 anos, as Clarissas do Mosteiro de Santa Clara, em Monte Real, aceitaram receber uma jornalista. A vida de 27 mulheres cruzou-se “por vontade de Deus”. A mais nova tem 22 anos; a mais velha 86. Em comum têm um mesmo desejo: seguir Jesus da forma mais radical que a Igreja prevê – a clausura. Uma reportagem publicada em 2009 e que recuperamos para assinalar o Dia das Monjas de Clausura, que a Igreja Católica evoca a 21 de novembro, memória da Apresentação da Virgem Maria no templo.

Anúncios