É novo » 31.1.2011

Fraternidade: o item não legislável
Não é espontânea, a fraternidade, nem pela lei nem pelo espírito. A legislação incidirá na liberdade cívica e na igualdade política e social, ao menos no capítulo das oportunidades. Mas ninguém nos pode “obrigar” a sentir o outro como irmão, ou a nós mesmos como irmãos dos outros, de todos e de cada um dos outros…

Encontro de Referentes: Bispo do Porto desafia católicos a participar «em tudo o que aproxime cultura e povos»
D. Manuel Clemente considera que a «convergência cultural está longe de ser feita», pelo que é necessário que as atividades dos secretariados diocesanos da pastoral da cultura «insistam na consciencialização da raiz religiosa da fraternidade, com grande incidência ecuménica».

Sophia: «Convém tornar claro o coração do homem / E erguer a negra exatidão da cruz / Na luz branca de Creta»
A poesia de Sophia é «assertivamente cristã», sendo simultaneamente influída “pelo mundo antigo, que respira fundo o sentimento pagão”, entendido como a “perceção direta e objetiva da natureza”. A novidade é que esta convivência dos deuses pagãos com o Deus do cristianismo «não decorre de uma atitude estética nem de uma estratégia literária».

Exposição: “Lugares de Santiago” | IMAGENS |
O desafio de aproximar obras do passado e da vanguarda constitui um dos fios condutores da exposição. “Caminhos de Santiago”, cartoon de Luís Afonso realizado em 2010 para a exposição, dá o mote para isto, mostrando a importância assumida pelo desenho humorístico na arte dos nossos dias. A sua integração dentro de um contexto dominado pelo património sacro não deixa de ser reveladora das metamorfoses ocorridas na maneira de abordar as questões religiosas.

Pátio dos Gentios: Vaticano abre departamento para o diálogo entre crentes e não crentes
De acordo com um comunicado do organismo presidido pelo cardeal italiano Gianfranco Ravasi, esta «estrutura permanente» vai realizar a sua primeira iniciativa a 24 e 25 de março, em Paris, onde vão decorrer três colóquios sobre o tema “Religião, luz e razão comum”.

Santa Lourdes Castro
Lourdes Castro testemunha que a arte é uma atividade humana total, que mergulhar nos meandros da criação é também maturar nos meandros do conhecimento de si e, contra uma errada gramática que a modernidade faz vingar, não se pode insistir na rutura entre a construção da obra de arte e a construção do sujeito que cria. Ou melhor: até se pode. E há obras geniais (e também muito menos que isso) que brotaram dessa cisão. Mas não é esse o endereço, nem a teimosia de Lourdes Castro.

É novo » 25.1.2011

Pastoral da Cultura reúne Referentes e prepara jornada sobre a “Fraternidade”
Depois da abordagem à “Liberdade” e “Igualdade”, os participantes são convidados a «enfrentar criativamente, e introduzir no contexto cultural português, a questão da Fraternidade». Encontro vai também servir para a partilha dos referentes e apresentação das equipas de trabalho do Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura.

O mal: uma difícil questão
Como é que o mal deixa de ser o irreparável? Quando aproveitamos o contexto de mal para um acontecimento doutra ordem. Quando deixamos apenas de perguntar: «Porque é que isto me aconteceu?». E investimos antes as nossas forças criadoras a decidir: «Como é que devo reagir vitalmente a isto que aconteceu?».

É novo » 18.1.2011

Flauta de Rão Kyao interpreta liturgia católica | ÁUDIO |
Rão Kyao associou-se aos 75 anos do Seminário de São Paulo de Almada (inaugurado em outubro de 1935) e lançou o CD “Sopro de Vida – Ao ritmo da Liturgia”. «Este CD – escreve o intérprete – é a concretização de um sonho: “Cantar”, numa gravação com a flauta, uma série de cânticos religiosos de grande profundidade melódica.»

Barioná” ou Sartre na capela
«Há coisas estranhas que se passam em Lisboa. Uma peça do jovem Sartre – talvez o seu primeiro esboço dramático, em todo o caso, interessante, mas também irregular, então escrito no campo de concentração, para consolação de Natal dos outros prisioneiros, foi produzido, de seu nome Barioná; os corajosos que meteram mãos à obra, pertencem ao Grupo Teatro do Ourives, que é emanação da Associação Católica com fins sociais, Vale de Acor.

Teatro: “A paixão de São Julião Hospitaleiro” | VÍDEO | | IMAGENS |
Uma das maiores virtudes da peça reside, para além da ideia original, no excelente trabalho de atores. É um espetáculo bem sucedido, um caso de simbiose entre o corpo, a palavra, a música, o movimento e a imagem visual. Ou entre arte e moral.

Museu do Oriente propõe curso sobre arquitetura, religião e política na Índia católica
Esta formação propõe-se apresentar um panorama abreviado da evolução da arquitetura dos católicos indianos entre o século XVI e o século XX e discutir algumas das muitas questões arquitetónicas, políticas e sociais que essa arquitetura levanta. Tem importância crucial nestas questões o confronto entre o Padroado Português do Oriente e a agência papal da Propaganda Fide.

“O hipopótamo de Deus” voltou às livrarias
O volume apresenta cinco textos novos em relação à primeira edição: “Avança devagar”, “Para que serve a Economia?”, “O evangelho segundo ‘os Simpson’”, “De que falamos quando falamos de santidade” e “O turista e o peregrino”.

É novo » 17.1.2011

Leitura: “Porquê e para quê? Pensar com esperança o Portugal de hoje”
Um traço maior do pensamento do atual bispo do Porto é precisamente o de colocar em em relação passado e presente, comum e singular, religioso e profano, as verdades penúltimas que seguimos e aquelas que se desenham misteriosamente últimas. Neste tempo português carregado de incertezas, esta antologia pretende documentar a vivacidade de um pensamento rigoroso e polifónico que se abre, e nos abre, à esperança.

A atenção
Comecemos talvez de um modo desajeitado, perguntando: o nosso mundo interior é uma cebola ou uma batata? A pergunta faz-nos sorrir, é um bocado cómica, mas, se quisermos, acaba por colocar-nos perante a nossa realidade de uma forma bastante profunda.

“Wojtyla”: musical sobre João Paulo II estreia-se em Lisboa e Porto | IMAGENS |
O espetáculo multimédia, que agora ganha mais relevância depois do recente anúncio da beatificação de João Paulo II no próximo dia 1 de maio, não pretende ser um relato histórico nem uma biografia, mas uma recolha de testemunhos de pessoas que se cruzaram com o Papa e que foram tocadas por ele, além de incidir na relação do papa polaco com os jovens.

“Conversas cruzadas” e cursos de Bíblia e espiritualidade no Instituto São Tomás de Aquino
«A pregação, a santidade, a fala, os percursos, as “posições-entre”» constituem os objetos de «controvérsia e de debate» do ciclo de encontros do Instituto São Tomás de Aquino (ISTA), intitulado “Conversas cruzadas”. «O debate é sadio, a controvérsia alarga o nosso universo de perceções e afetos.» Conheça o programa destas iniciativas.

O Ano do Órgão de Tubos na Cidade do Porto
A iniciativa promovida pelo Secretariado Diocesano de Liturgia começa esta segunda-feira. Até 22 de janeiro estão previstos 12 concertos, a maioria de entrada gratuita. Conheça o programa.

Literatura judaica extrabíblica: dos textos à Teologia
A iniciativa, organizada pelo Centro de Estudos de Religiões e Culturas da Faculdade de Teologia, realizam-se entre 10 de fevereiro e 26 de maio, às quintas-feiras, pelas 18h15, na Universidade Católica.

“Complexo – Universo Paralelo”: cinema e ativismo | VÍDEO | | IMAGENS |
Pegando num par de pessoas que, dia após dia, desafiam a fatalidade e se desembaraçam das amarras da resignação, é através do testemunho relatado de Seu Zé e Dona Célia, mais que pela sua ação e relação natural com vizinhos ou outros, que seguimos o incansável empenhamento dele na promoção da sustentabilidade da vida comunitária no morro e a persistente luta dela na sustentação e promoção da família – sete filhos e um marido não cooperante incluídos.

É novo » 11.1.2011

Comissão Diocesana da Cultura de Aveiro propõe “Diálogos na cidade”
O ciclo de conferências “Diálogos na cidade” conta com a presença do bispo do Porto, D. Manuel Clemente, do jornalista José Manuel Fernandes, da presidente da Federação de Bancos Alimentares, Isabel Jonet, do diretor do Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura, padre Tolentino Mendonça.

Teatro: “Barioná” – um Mistério de Natal de Sartre | IMAGENS |
A representação teve como origem o desejo e a autorização de celebrar a Missa do Galo num campo de prisioneiros. Esta notícia e a relação de mútuo respeito entre Sartre e um grupo de sacerdotes católicos, levaram a que ele tomasse a iniciativa de propor a junção do sagrado e do profano. Durante muito tempo, o filósofo francês proibiu a representação dessa sua primeira peça. O Teatro do Ourives encenou-a e apresenta-a em Lisboa, seguindo-se uma digressão pelo país.

“Lugares do Belo”: ciclo de cinema documental
Os três filmes programados falam da beleza que habita os lugares, que habita as vidas, ainda que muitas vezes fruto de histórias sofridas. A beleza, aqui, é resultado de um desejo grande de viver e de abraçar a vida. Isto muitas vezes precisa da capacidade de perdoar, da perseverança, do esforço e da simplicidade, que pode ser uma sombra.

Diocese de Beja e Ministério do Ambiente assinam protocolo inédito para unir biodiversidade e património religioso | IMAGENS |
Espécies protegidas encontram pontos privilegiados de nidificação nas torres dos campanários e noutros pontos dos templos. Os adros e os espaços em redor destes edifícios reúnem igualmente condições excecionais para a preservação da fauna e da flora.

Colóquio: “Dinâmicas do crer: do afeto à ação”
A clássica definição de fé, dada por Tomás de Aquino, compreende-a imediatamente como ato do intelecto, embora já aí se encontra presente a afetividade. Ao mesmo tempo a fé converte a pessoa e transforma a sociedade: é, portanto, de ordem prática. Toda a tradição da reflexão teológica sobre a complexidade do ato de crer é um exemplo da relação entre, pelo menos, estas três dimensões: intelectual, afetiva e prática.

Cinema: Tulpan | VÍDEO | | IMAGENS |
Interessante documento sobre a remota forma de vida nómada das estepes do Cazaquistão, “Tulpan” é também uma obra de contrastes: opondo-se à desolação de uma paisagem, a sua simultânea beleza; à rudeza de uns, a doçura de outros; à dificuldade de ultrapassar os obstáculos do amor, a extraordinária simplicidade do sentimento em si e a força de acreditar e perseguir um ideal; à crueza de uma morte aqui, o encantador milagre da vida acolá.

A mulher que se casou com ela própria
A existir um pingo de verdade nesta insólita história, somos remetidos para um nível mais profundo de compreensão: temos de tentar perceber, por de trás do ato, ainda que nos pareça destituído de qualquer racionalidade, o que conduz ou pode conduzir um Ser Humano a uma decisão destas.

Mundo de Sophia de Mello Breyner na Biblioteca Nacional
«Comecei a escrever numa noite de Primavera, uma incrível noite de vento leste e Junho. Nela o fervor do universo transbordava e eu não podia reter, cercar, conter – nem podia desfazer-me em noite, fundir-me na noite.»

Jewdyssee: música judaica moderna | ÁUDIO |
Maya Saban, filha de um israelita e de uma judia alemã que começou a cantar aos sete anos, fez um percurso com música alemã mas mais recentemente enveredou por um caminho que liga a cultura iídiche, a língua franca dos judeus da Europa central e de leste, de cultura Ashkenazi, aos ritmos modernos.

É novo » 3.1.2011

Que fazemos nós do tempo?
Sabemos que o tempo é a argila da vida. Do incomensurável oceano ao sucinto regato, da minúscula pedra ao elevado rochedo, da planta solitária ao vastíssimo bosque, tudo tem no tempo uma chave indispensável. Também nós somos modelados e lavrados, instante a instante, pelos instrumentos do tempo.

“Percursos da Música Portuguesa”
O duplo DVD inclui alguns dos mais referenciados músicos e grupos musicais portugueses, como o Coro Gulbenkian, Opus Ensemble, Orquestra Divino Sospiro, Vozes Alfonsinas, Concerto Atlântico, Quarteto Capela, Coro Gregoriano de Lisboa, Coro Voces Celestes, Olga Prats, Miguel Borges Coelho, João Paulo Santos, Pedro Caldeira Cabral, Ana Quintans, Luís Rodrigues, Carla Caramujo, João Vaz e Rui Paiva.

«Como Eu vos amei»: Encontros de Santa Isabel 2011
Os Encontros de 2011 da paróquia de Santa Isabel, em Lisboa, vão ser dedicados ao tema «Como Eu vos amei», começando com o contexto bíblico daquela frase atribuída a Cristo no Evangelho segundo São João.

“Da lei da morte libertando…”: ciclo de conferências
Os mitos multiplicaram-se. As narrativas complexificam-se e os cleros consolidam-se. Inanna, Marduk, Baal, Melkart, Adonai e Javé são alguns dos momentos marcantes na construção das ideias centrais no mundo das religiões do Mediterrâneo. Mais que cultos, nestas realidades temos a construção dos próprios conceitos de divino, de deus, de salvação.