É novo » 29.4.2010

Rezar é preciso
Queres associar-nos à tua obra, fazendo, pela oração, que os nossos corações sejam aberturas, brechas pelas quais a tua graça entre no mundo e se espalhe entre os nossos irmãos como se espalhou pelas feridas do teu Filho na cruz.

Luís Miguel CIntra conversa sobre as peças religiosas de Gil Vicente
Nos autos religiosos do autor português “estão alguns dos mais belos versos da dramaturgia e da literatura portuguesa. O ‘Auto da Alma’ é disso o mais conhecido exemplo. Foi durante anos, uma das peças mais importantes do repertório nacional. Não o temos, no entanto, sabido ler como merece, e tem sido encarado como um texto de interesse exclusivamente religioso”.

Dezassete séculos de vida monástica (3): Martinho de Tours
No século IV, a espiritualidade monástica, nascida no Oriente, atravessa o Mar Mediterrâneo e difunde-se no Ocidente graças a uma excepcional linhagem de pregadores. Martinho (316/317-397), um antigo oficial do exército romano nascido na actual Hungria, estabelece no ano de 361 em Ligugé, França, o primeiro mosteiro cuja criação é datável na Europa.

Renovar a Igreja, animar a sociedade: Ciclo de conferências do Centro de Reflexão Cristã
Conheça o programa e os convidados desta iniciativa que reflecte sobre a esperança, cultura, acção e contemporaneidade.

O cheiro de Deus: Recital de poesia de Adília Lopes

Anúncios

É novo » 28.4.2010

D. Manuel Clemente recebeu Prémio Pessoa e deixou mensagem de esperança | IMAGENS |
“O melhor de Portugal não abre os noticiários, mas existe. Nas escolas, nas instituições de saúde, nas IPSS, onde há abnegações quotidianas e vontades que não esmorecem perante as dificuldades.” Veja fotografias da sessão.

Como orar?
O nosso coração deve ser uma casa de oração, um lugar onde o Filho se volta para o Pai no amor. O silêncio deve estar presente e nós devemos fazer calar os gritos dos vendedores e os gritos de um comércio ainda mais subtil: o de uma atitude demasiado interesseira de cálculo e de procura de si.

Pensamento de Bento XVI vai ser reflectido por intelectuais portugueses
O Instituto de Estudos Políticos da Universidade Católica Portuguesa promove a 3 de Maio um conjunto de reflexões sobre “O Pensamento de Bento XVI”. Conheça o programa deste encontro, que tem entrada livre.

É novo » 27.4.2010

«Introdução à Vida Devota» ganha nova edição
“Na Idade Média, de que ainda chegara tanta coisa a S. Francisco de Sales, “converter-se” quase significava entrar nos claustros ou em ambientes próximos deles. Mas para o bispo de Genebra, já não bastava ser assim. Mais do que apartar-se do mundo, era no mundo que importava estar e exercitar-se, na união a Deus e no testemunho cristão.” Leia o prefácio, assinado pelo bispo do Porto.

Aquele a quem rezamos
Jesus ensina aos seus discípulos a maneira como eles se devem dirigir a Deus, mostrando os sentimentos que Deus experimenta a respeito deles. O Deus que Jesus lhes apresenta é sobretudo o Pai e a conduta prática dos apóstolos deve derivar dele.

Dezassete séculos de vida monástica (2): Pacómio cria a primeira comunidade
Uma das preocupações de S. Pacómio era regular as extravagâncias cometidas pelos eremitas, que se infligiam severas penitências corporais ou viviam empoleirados durante anos no cimo de uma coluna.

Compostela e a Europa | IMAGENS |
O protagonista desta exposição é o prelado Diego Gelmírez (1070?-1140), homem influente e viajante infatigável, cuja acção como bispo e, depois, arcebispo de Compostela, transformou a igreja num espaço de criação com uma influência única na Europa, elevando Compostela ao mesmo nível de Jerusalém e Roma.

Jesus e Maria na voz de místicos e poetas da tradição islâmica iraniana
A Faculdade de Teologia, em Lisboa, organiza este ciclo de conferências no âmbito do diálogo entre Cristianismo e Islão. Os encontros, com entrada gratuita, vão decorrer de 30 de Abril a 8 de Maio em horário pós-laboral (18h30-20h00). Conheça o programa.

É novo » 26.4.2010

Miserere: Um espectáculo heterodoxo que aponta para a única ortodoxia possível | IMAGENS |
A Alma é mortificada e por isso a sua existência é essencialmente representada por uma presença física quase sem discurso, e Rita Blanco é, sob este aspecto, uma extraordinária presença de sofrimento redentor. À sua volta existem os magníficos corpos e discursos do mundo, redentores ou culpabilizadores, cruéis ou magnânimos. Todos os actores são exemplares.

O coração do orante
O desprendimento das coisas da terra não é suficiente. Se o coração está devidamente ordenado mas vazio, sete outros espíritos, cada um mais maligno do que aquele que foi posto fora, podem introduzir-se e o “estado final daquele homem torna-se pior do que o primeiro”.

Dezassete séculos de vida monástica (1): António retira-se para o deserto | IMAGENS |
Em 269, um jovem egípcio toma à letra o conselho que Jesus dá um homem rico no Evangelho: “Se queres ser perfeito, vende tudo o que tens… Depois vem e segue-me” (Mateus 19, 21-22). António distribui todos os seus bens aos pobres e vai viver como eremita no deserto da Tebaida, na margem oriental do Nilo.

Noite das Catedrais: menos liturgia, mais cultura
A catedral de Tréveris, na Alemanha, foi a pioneira nesta iniciativa nocturna, que depois do início da primeira década deste século marca o fim da festa anual da diocese. A ideia de dar a esta “Dom Nacht” uma dimensão transfronteiriça nasceu no Luxemburgo.

Fotografia: O Ofício de Viver | IMAGENS |
“São fotografias de não-acontecimentos”, acorre o artista. “Sabemos que foram feitas no passado, mas podia fazê-las hoje ou na próxima semana. Nada ali é o clique desejado pela sociedade do espectáculo. Nelas nada acontece”. Ou acontece? Bom, a resposta, se existe, não se faz ansiosa. É lenta. Apanhamo-la na volta.

É novo » 25.4.2010

As ovelhas escutam a minha voz: Meditação para o 4.º Domingo da Páscoa | IMAGENS |
Conhecer as ovelhas é obviamente uma aptidão necessária para um pastor, que deve distinguir entre muitos animais aqueles que fazem parte do seu rebanho. Na linguagem de Jesus, é mais do que isso. O conhecimento implica uma relação pessoal profunda, feita de confiança e de amor. Por causa desta relação, Jesus quer dar às ovelhas a vida eterna, a comunhão perfeita no amor. Na linguagem do quarto evangelho, a vida eterna não começa apenas depois da morte; todos os que crêem, que reconhecem Jesus como o enviado do Pai, já entraram na vida eterna.

É novo » 23.4.2010

O texto prepara o encontro com o leitor: No Dia do Livro, uma explicação sobre o livro dos livros | IMAGEM |
João revela Jesus não apenas porque conta a sua história, mas porque a conta de uma determinada maneira. Podemos assim dizer que forma e fundo se reclamam mutuamente, e, por consequência, não há aspectos principais e secundários na estratégia evangélica de revelação, pois o que se consideraria apenas como anotações formais ou estilísticas representa afinal importantes instrumentos que conspiram para a manifestação do sentido.

Capelas dos Passos de Ovar já podem ser visitadas
As Capelas dos Passos de Ovar, que datam dos meados do século XVIII e estão classificadas como Património de Interesse Público, vão poder ser visitadas em horário regular. As sete capelas apresentam cenas da Paixão de Cristo, numa articulação entre a arquitectura, a pintura mural, a talha e a imaginária, articuladas em composições cenográficas.

Contraste | IMAGEM |

“Introdução à Vida Devota”, de S. Francisco de Sales, ganha nova edição prefaciada por D. Manuel Clemente
A editora Voz Portucalense vai lançar a 1 de Maio uma nova edição da obra clássica “Introdução à Vida Devota”, de S. Francisco de Sales.

Leitura: Homilias, orações e discursos de Bento XVI. Leia o prefácio | IMAGENS |
A K Editora vai lançar esta Terça-feira, 27 de Abril, o livro “Maria – Homilias, Orações, Discursos”, de Bento XVI. O volume inclui representações da Virgem, assim como fotografias de Bento XVI por ocasião de visitas a conhecidos locais de peregrinação marianos.

Bento XVI vai encontrar-se com ministra da Cultura e outras personalidades em audiência privada
O Papa vai receber um grupo de personalidades do mundo das artes e da universidade no Centro Cultural de Belém, depois da sessão marcada para 12 de Maio às 10h00.

Festival Terras sem Sombra cruza tradições em concerto pedagógico
O concerto, intitulado “Os Caminhos da Música”, propõe uma associação entre melodias litúrgicas da tradição europeia (gregoriana, bizantina, russa, italiana), os cânticos outrora entoados pelos peregrinos a santuários de renome internacional, como Santiago de Compostela e Montserrat, e a música popular portuguesa de inspiração religiosa.

Igreja e República: Mito(s) e História(s)
A iniciativa, que decorre a 7 e 8 de Maio, constitui também uma oportunidade para conhecer o Mosteiro de S. Cristóvão de Lafões, de origem medieval, integrado numa paisagem que convida à reflexão e ao repouso. Conheça o programa do encontro.

É novo » 22.4.2010

Leitura: A Igreja no tempo
A Editora Grifo lançou no último mês de Março a 3.ª edição do livro “A Igreja no Tempo – História breve da Igreja Católica”, de D. Manuel Clemente, publicada pela primeira vez em 1978. A obra vem agora acrescentada do capítulo “A aplicação do Concílio”, de que apresentamos alguns excertos.

Aveiro: Comissão Diocesana da Cultura lança novo número da revista Igreja Aveirense
Entre as linhas orientadoras da assembleia plenária do Conselho Pontifício da Cultura de 2004, inclui-se o reforço da presença pública da Igreja nos debates da sociedade e a necessidade de colocar o evangelho em “contacto com as forças que modelam a cultura”.

Portugal à espera de Bento XVI
Estes tempos de incerteza que vivemos constituem também uma espécie de grande laboratório de oportunidades para recomeçar, ensaiar visões novas e mais justas, provar a criatividade. A Cultura tem a responsabilidade da escrita de um Futuro que corresponda à grande sede de Bem, de Verdade e de Beleza que o homem incansavelmente transporta no seu coração.

“Expresso” vai relançar colecção da Bíblia
O semanário Expresso anunciou que vai relançar a colecção da Bíblia, 12 volumes com ilustrações de Pedro Proença e comentários do P. Carreira das Neves.

Sacristia do Mosteiro dos Jerónimos vai abrir ao público
O espaço, da autoria do arquitecto João de Castilho, foi construído entre 1517 e 1520. Trata-se de uma ampla sala em que a abóbada irradia de uma coluna central renascentista. Entre outras peças, há um armário que preenche três paredes da sala para guardar as alfaias litúrgicas, uma fileira de 14 óleos sobre a vida e obra de São Jerónimo,  seis telas alusivas à Paixão de Cristo e uma representação de Nossa Senhora da Nazaré, atribuída a Josefa de Óbidos.